Anterior1 de 11Próximo

Os tempos que se avizinham vão ser duros, as restrições financeiras vão ser mais do que muitas e o desporto também terá de se adaptar a uma nova realidade: haverá mais limitações para contratar jogadores e talvez este seja o momento ideal para que os clubes portugueses comecem por dar um bom exemplo para todos.

Este será um exercício meramente exemplificativo daquilo que poderá ser feito a nível interno para combater as naturais dificuldades financeiras que se vão impondo, pouco a pouco, no nosso mercado. Em vez de se investirem mais milhões, por que não apostar em trocas de jogadores, sem qualquer ajuste financeiro?

Entre clubes de maior dimensão em Portugal, é preciso recuar até 2003 para relembrar a última troca deste género: Clayton saiu do FC Porto e foi para o Sporting CP e Ricardo Fernandes fez o percurso inverso. Desde então, deixou-se de lado esta prática, que é mais comum noutros países, como por exemplo em Itália. Assim sendo, e de forma a recuperar a mística destas trocas, deixamos 10 sugestões de possíveis trocas entre clubes portugueses. O objetivo passa por suprimir lacunas e resolver potenciais problemas nos plantéis de ambas as equipas.

Anterior1 de 11Próximo

Comentários