1.


André Vidigal – é um jogador com trajeto nas seleções nacionais desde os sub-18 aos sub-21. Terminou a sua formação na Académica, clube que o viria a lançar na Segunda Liga. No entanto, a equipa de Coimbra não viria a conseguir segurar o seu talento e deixou-o fugir para os holandeses do Fortuna Sittard, onde brilhou com números muito interessantes. Rodou também no APOEL, onde se sagrou campeão cipriota. Regressou esta temporada a Portugal para, aos 22 anos, integrar o plantel do Estoril. Na equipa da linha tem dado nas vistas pela capacidade de drible, velocidade e pela maneira como encara os adversários diretos. Um extremo eletrizante, daqueles que quando recebe a bola sabemos que vai criar estragos.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão