O rescaldo do treinador João Henriques

Na sequência do encontro ante o FC Arouca, o treinador do CD Santa Clara remeteu, para segundo plano, a relevância do resultado alcançado, afirmando que, nesta fase, este apenas serve para reforçar os indicadores de confiança do plantel relativamente ao que tem vindo a ser implementado. Deste modo, afirma João Henriques, é possível aferir que ‘o processo está a ser bem assimilado’ e que os jogadores revelam confiança, no que se refere à qualidade do mesmo.

Em seguida, e em relação aos aspetos que necessitam de ser melhorados, João Henriques admitiu que a preocupação da equipa técnica se prende, primordialmente, com os índices físicos, acrescentando que ‘a equipa está muito cansada’, em função do número acrescido de jogos e treinos consecutivos a que tem sido sujeita, o que requer que se faça, num ‘curto espaço de tempo’, a gestão do plantel. Para além disso, o técnico dos Açorianos referenciou os momentos relativos à fase de construção e à reação à perda da posse de bola (o que, no seu entender, desencadeou o lance que deu origem ao golo do FC Arouca), como fases que carecem de melhoramentos.

A partida diante do FC Arouca resultou na segunda vitória (2-1) dos encarnados na pré-época
Fonte: CD Santa Clara

Por outro lado, o treinador de 45 anos realçou que ‘a equipa já pratica um futebol agradável’, pese embora com menos ‘intensidade’ e ‘velocidade’ que o desejável, algo que, segundo o próprio, é caraterístico desta fase da temporada e ‘faz parte do processo evolutivo da condição física dos jogadores’.

Posteriormente, e em declarações concedidas após o desafio diante do SC Braga (dia 21 de julho), João Henriques reiterou que ‘a equipa está a assimilar bem os processos’, cometendo, porém, alguns erros que deverão ser minorados, de modo a que não os pratique nos jogos oficiais. Noutro prisma, o treinador dos encarnados abordou, ainda, a temática dos reforços, adiantando que somente após o estágio ‘chegarão mais alguns reforços’.

Anúncio Publicitário