Cabeçalho Futebol NacionalFoi na última semana que o calendário da Primeira Liga 2017/18 foi desvendado ao público e a notícia das suas condicionantes deixou-nos a todos a perguntarmo-nos de onde vêm e que sentido, ou não, fazem estas “regras” impostas no sorteio do calendário da próxima temporada.

De entre as nove condicionantes presentes no regulamento do sorteio da liga, várias diziam respeito aos três grandes: não se podem defrontar nas primeiras duas jornadas; não se podem defrontar em jornadas consecutivas; não podem jogar em casa os dois jogos frente aos grandes na primeira metade do campeonato.

Fonte: LPFP
Fonte: LPFP

Além disso, aparecem dois pontos que dizem respeito às competições extra-liga: nas duas primeiras jornadas, as equipas que disputam a Supertaça Cândido de Oliveira e a equipa que jogar o playoff da Liga dos Campeões não se podem defrontar; na terceira jornada a equipa que jogar o playoff da Liga dos Campeões não podem enfrentar as equipas que disputarem o playoff da Liga Europa.

Para finalizar, ainda há um ponto que proíbe que qualquer equipa enfrente um grande em jornadas consecutivas. Estas são as condicionantes que me chamaram mais à atenção por serem, de certa forma, estranhas. Estas são seis das nove. As outras três são, para mim, as únicas com mais sentido. Dizem que a segunda volta será o espelho da primeira, que se deve evitar ao máximo que uma equipa jogue consecutivamente dois jogos em casa ou fora e defendem a alternância dos jogos em casa de clubes da mesma cidade.