Anterior1 de 3Próximo

A jornada 15 da série A do Campeonato de Portugal agendou um duelo entre aflitos, a disputar em Ponte de Lima. Esperava-se um jogo animado, pela procura de pontos, e foi o que se confirmou. O domínio dos da casa não foi surpresa, que até pecaram na finalização.

José Carlos Fernandes trocou apenas Cláudio por Alvinho em relação à jornada passada, enquanto Nelito repetiu o ‘onze’ que conquistou um ponto no jogo anterior.

O início da partida mostrou um ‘Limianos’ com mais posse e muitas aproximações à baliza contrária, mas sem sucesso. Do outro lado, o Vilaverdense FC optava por obrigar ao erro do adversário e aí explorar as suas costas. Foi assim que construiu a primeira jogada de perigo, aos 11 minutos. Aldair recebeu a bola, rodou sobre Luan e serviu Rui Neves com classe. Na cara de Bruno, o remate saiu escandalosamente ao lado.

Na resposta, e através de um pontapé de canto, os da casa estiveram perto do golo por várias vezes, através de cabeceamentos de Borges e Zé Pimenta, sem efeito no marcador. Apenas três minutos depois, Rui Magalhães rasgou a defesa contrária e deixou Mailó na cara de Marco Ferreira. Embora pressionado, o cabo-verdiano ainda rematou com força, mas para a defesa da tarde. No canto que se seguiu, o mesmo Mailó cabeceou à figura.

À passagem do minuto 20, o espaço defensivo entre Alvinho e Touré foi novamente explorado; desta vez foi Paulinho a isolar Rui que, novamente, deixou que o duelo fosse vencido pelo guardião contrário. Na resposta, chegou o primeiro golo da tarde. Luan Sérgio bateu um livre no meio campo de forma rápida e convida a mais um sprint de Mailó. O avançado limiano aguentou a pressão de Miguel Almeida e fez o primeiro golo com a camisola da AD Limianos.

Os visitantes tentavam voltar ao jogo, mas apenas sete minutos depois sofrem novo golo. À passagem da meia hora de jogo, Rui Magalhães combinou com Samate que conduziu a bola até ao meio campo contrário, fletiu para o centro e voltou a desfazer a defesa contrária com novo passe em profundidade. Mailó, novamente frente a Marco, remata rasteiro e bisa na partida. O destaque vai para a excelente condução de Samate e a solução dada e bem resolvida pelo avançado.

O ritmo baixou mas ainda antes do intervalo podia ter saído novo golo para os visitados, naquele que seria um dos golos do campeonato. Pouco depois da linha divisória, Luan rematou de primeira e viu o poste esquerdo negar-lhe o primeiro golo da época.

Numa primeira parte mais esclarecida, a AD Limianos aproveitou a eficácia de Mailó num espaço de minutos e praticamente resolveu o jogo. Por outro lado, e dependentes de Aldair, os visitantes tinham dificuldades em incomodar Bruno, à exceção de dois lances que o brasileiro resolveu bem.

A equipa limiana resolveu a partida em 10 minutos e conseguiu manter as suas redes longe de perigo
Fonte: Ricardo Brito

A segunda parte começou da mesma forma, com os da casa a comandar e os vilaverdenses a apostar no contra ataque.

Apesar de um ou outro lance mais perigoso, o jogo entrara numa fase em que ambas as partes pareciam aceitar o desfecho que se aproximava. À exceção dos adeptos vilaverdenses, que sempre empurraram a equipa para o golo, o resultado parecia decidido para todos.

Sem surpresa, as oportunidades para a AD Limianos acumulavam-se, enquanto Aldair tentava trazer o Vilaverdense FC ao jogo, mas sem sucesso. Em poucos minutos, Nandinho subiu duas vezes pelo corredor direito e levou perigo à baliza de Marco. Na primeira, Mailó dominou e rematou ligeiramente por cima, na segunda Samate viu Miguel Almeida cortar na hora certa.

Aos 71 minutos, Alvinho recuperou a bola na defesa, conduziu a alta velocidade até à área contrária, deixando dois adversários pelo caminho, e já dentro da área rematou para defesa apertada de Marco.

Do outro lado, o desespero para chegar à baliza era evidente. De uma forma ou de outra, os caminhos eram bloqueados e, ainda que o remate existisse, nunca davam trabalho a Bruno. Ainda assim, aos 84 minutos, Aldair deixou a bola em Alexis que num dos poucos momentos que teve com bola, entrou na área, evitou Touré e rematou à figura.

No último lance do jogo, Nandinho solicitou uma última corrida a Mailó, que recolheu a bola junto à linha final, cruzou rasteiro e viu o recém-entrado Elivelton desviar de calcanhar ao primeiro poste, para fora.

A AD Limianos alcançou assim a terceira vitória no campeonato, a primeira em casa, e sobe um pouco na classificação, embora ainda em situação débil. Já o Vilaverdense FC volta a perder, depois de ter conquistado o empate na última jornada frente ao GD Chaves Satélite.

Ficou claro nesta partida que a equipa limiana, quando o jogo corre de feição, tem mais futebol do que aquele que tem mostrado. Do outro lado, é evidente que a criatividade e irreverência de Aldair são insuficientes para conquistar resultados e carregar todo um plantel para a manutenção.

Onzes iniciais:

AD Limianos: Bruno Santos; Nandinho, Cláudio Borges, Touré e Vítor Sousa; Zé Pimenta (Elivelton, 79’), Rui Magalhães (Wanderley, 57’) e Luan Sérgio; Alvinho, Samate (Cláudio Dantas, 73’) e Mailó.

Vilaverdense FC: Marco Ferreira; Gabi, Miguel Almeida, Néné e Kiko; Rui Neves (Alexis, 68’), Paulinho, Pedro Araújo e Pedro Pereira (Tiago Vilela, 62’); Aldair e Nuno Pereira (Tomás Gama, 62’).

Anterior1 de 3Próximo

Comentários