Anterior1 de 3Próximo

O CD Aves venceu esta tarde o CD Feirense por uma bola a zero e carimbou o regresso aos resultados positivos na liga. Os avenses somam neste momento 28 pontos e, com esta vitória, deixaram a equipa de Santa Maria da Feira no último lugar da tabela.

A Vila das Aves foi o palco do duelo de aflitos desta 30ª. jornada do campeonato. Frente a frente duas equipas na luta pela manutenção e a precisar de pontuar para ganhar fôlego nesta reta final da competição. Os avenses vinham de quatro derrotas consecutivas, sendo a última registada no Estádio do Dragão, enquanto que a formação de Santa Maria da Feira vinha de um empate a dois, conquistado frente ao SC Braga.

E a jogar em casa, o CD Aves entrou praticamente a ganhar. Aos seis minutos Mama Baldé, uma das quatro novidades no onze titular lançado por José Mota, abriu o marcador. O golo foi inicialmente anulado por Carlos Xistra mas, após análise do vídeo árbitro, foi validado e colocou os avenses em vantagem.

A precisar de pontos para deixar os lugares de despromoção, o CD Feirense foi obrigado a rever a estratégia que trazia estudada para a partida e arriscar mais. Aos 17 minutos Edson Farias protagonizou uma boa arrancada pela esquerda do ataque, ganhou no um para um a Baldé mas viu o remate ser desviado para canto por Braga. À passagem do minuto 25 foi a vez de João Silva ter o empate nos pés. Luís Machado cruzou para o avançado ex-CD Aves que, em frente à baliza, atirou por cima. Na resposta Baldé podia ter ampliado a vantagem, pouco depois da meia hora, com um pontapé de bicicleta que saiu à figura de Caio Seco.

E se dentro das quatro linhas se procuravam os golos, também na assistência o ambiente era de jogo de decisões: as bancadas bem compostas por parte dos adeptos da casa e a boa moldura humana que se deslocou desde Santa Maria da Feira davam mostras da importância da partida para as duas equipas. O intervalo acabou mesmo por chegar com o 1-0 no marcador e a segunda parte começou com o CD Feirense a entrar por cima e em busca da igualdade.

O CD Aves saiu para intervalo em vantagem na partida, beneficiando do golo de Mama Baldé
Fonte: Bola na Rede
Anúncio Publicitário

Aos 50 minutos a equipa às ordens de Nuno Manta Santos beneficiou de um livre perigoso em posição frontal mas na cobrança Tiago Silva atirou ligeiramente ao lado. Três minutos depois nova oportunidade para os visitantes, com Kakuba a obrigar Adriano Fachini a mostrar-se atento e, ainda antes dos 60, foi Lenho a ter de se aplicar com um corte providencial ao remate de Farias, que levava selo de golo.

O CD Aves apenas conseguiu chegar com perigo à área adversária aos 65 minutos. Baldé arrancou pelo lado direito do ataque e, perto da linha de fundo, cruzou para Guedes, que falhou por pouco a emenda. Já com Amilton em campo, lançado por José Mota para o lugar de Mama Baldé, Nildo beneficiou de um livre descaído para a direita, mas Caio Seco agarrou sem dificuldade.

O CD Feirense não voltou a conseguir criar oportunidades de golo mas a vantagem do CD Aves pela margem mínima não permitiu que se respirasse de alívio antes do apito final. Os cinco minutos de compensação dados pela equipa de arbitragem deixaram todos os adeptos avenses em pé, em claro apoio à equipa, com os jogadores a corresponderem em campo e a controlarem os instantes finais.

O CD Aves deu assim um passo importante para a manutenção com esta vitória por um a zero sobre o CD Feirense e vai agora preparar a deslocação às Caldas da Rainha, já na próxima quarta feira, para tentar atingir o outro objectivo da equipa: a passagem à final da Taça de Portugal.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários