A posição de guarda-redes é a posição mais específica do futebol e, nos dias em que correm, está a sofrer imensas alterações, quer nas funções do próprio guarda-redes em campo, quer no valor que se atribui ao guardião (esta época, bateram-se recordes atrás de recordes em transferências de guarda-redes), quer na própria gestão da posição.

Há quem defenda o pensamento mais tradicional, ou seja, há um a titular e outro a suplente à espera da sua oportunidade (muito usado nas equipas alemãs, onde o titular do momento joga os jogos todos até perder esse estatuto), há quem prefira atribuir uma competição a cada (a clássica rotação nas Taças) e, bem menos habitual, há quem dê dois jogos a cada um, independentemente da competição, nível do adversário ou grau de importância do jogo. A única condição é manter o bom nível nos treinos e no seu par de jogos e, enquanto assim for, continuará a ser dois jogos para cada um.

Esta arrojada e rara situação acontece no histórico e candidato à subida à Segunda Liga Portuguesa, Clube Oriental de Lisboa. Os Guerreiros da Marvila estão a apenas dois pontos dos lugares de subida da Série D do Campeonato de Portugal Prio, contando com um plantel curto, mas recheado de qualidade, sobretudo na baliza, onde brilham David Grilo e João Manuel. Dois jovens talentos, extremamente cobiçados, que fim de semana após fim de semana, seja um ou seja o outro, dão espetáculo.

Esta situação foi promovida pela mítica dupla Toni Pereira (treinador principal) e Carlos Pereira (treinador de Guarda-Redes), que muitas alegrias deram ao serviço de outro histórico de Lisboa, o Atlético Clube de Portugal. Agora no Clube Oriental de Lisboa, esta dupla de técnicos decidiu apostar nesta fórmula desde o primeiro jogo oficial da temporada, com excelentes resultados à vista. Aliás, entretanto, Toni Pereira saiu para o Real Sport Clube de Massamá e o novo treinador principal, João Silva, decidiu continuar a respeitar esta gestão dos seus guardiões.

David Grilo contrariou o estatuto a priori de titular de João Manuel. O jovem guarda-redes, vindo das distritais de Lisboa, foi uma das maiores revelações da temporada passada no CPP
Fonte: David Grilo

David Grilo contabiliza 12 jogos oficiais e apenas oito golos sofridos, enquanto João Manuel conta com 10 presenças, sendo que os próximos dois jogos são dele, também com oito golos encaixados. Ambos com passagens na formação do Sporting Clube de Linda-a-Velha e com menos de 1,85 (quem disse que a altura era importante mesmo?), são dois dos guarda-redes mais valiosos da divisão e com qualidade para muito mais.

Aliás, para quem não acompanha a equipa, basta uma rápida passagem nas redes sociais do clube ou das páginas dos adeptos para perceber que, em grande parte dos jogos, os dois guarda-redes são sempre eleitos como uma das melhores unidades da partida.

David Grilo tem apenas 22 anos e foi formado no Sporting Clube de Linda-a-Velha, Atlético Clube de Portugal e Vitória Futebol Clube. Cumpre a segunda temporada no COL, tendo jogado no SC Linda-a-Velha e no Atlético Sport Clube de Reguengos de Monsaraz a nível sénior.

Apesar de só ter 24 anos, João Manuel conta com imensa experiência, tendo já jogado na Primeira e Segunda Liga Portuguesas
Fonte: João Manuel

João Manuel, reforço de verão do COL, que já jogou um jogo oficial na Primeira Liga Portuguesa, tem 24 anos, tendo sido formado no SC Linda-A-Velha, Casa Pia AC, CF “Os Belenenses”, Sporting CP e GD Estoril-Praia. A nível sénior representou o próprio GD Estoril-Praia, Atlético Clube de Portugal, Sertanense FC, SU 1.º de Dezembro, Sport Benfica e Castelo Branco e também conta com uma passagem em Angola, onde jogou no Recreativo de Caála.

O COL não sofre golos há cinco jogos oficiais consecutivos e vai lutar pela subida de divisão até ao fim, com estes magníficos guarda-redes em constante destaque.

Foto de Capa: Clube Oriental de Lisboa

Comentários