Numa época acima das expectativas, o Vitória SC implora por qualidade na baliza. Apesar de ter quatro jogadores para a posição, Ivo Vieira não sente segurança necessária para a abordagem ao que resta do campeonato. As onze jornadas já passadas foram o suficiente para que esta ideia se alastrasse pela direção, equipa técnica e adeptos.

Numa situação frágil, as opções para a posição são: Jhonathan, que seria o guarda redes titular, mas que para já, não entra nas contas devido à lesão que contraiu no braço a serviço do Moreirense FC na época passada; Miguel Silva, para muitos, sucessor das redes vitorianas, passou a suplente após exibições que levantaram duvidas sobre o seu potencial; Miguel Oliveira, por sua vez, parece não ser opção visto que conta com um total de zero jogos pela equipa principal; Por fim, Douglas é o favorito para a posição pelos adeptos, no clube desde 2010, já com 36 anos, está a cumprir o seu ultimo ano de contrato.

Com uma clara necessidade de garantir um jogador que mostre rendimento à partida e garanta o futuro, a direção deseja atacar o mercado de inverno em busca de uma alternativa viável.

Douglas tem sido opção para os últimos jogos
Fonte: Vitória SC

A prioridade parece ser o Iraniano Alireza Beiranvand, de 27 anos, atualmente vinculado com o Persépolis, equipa de mais prestígio do seu país natal e titular da seleção, ganhou especial destaque ao defender um penalti de Cristiano Ronaldo no Mundial 2018 da Rússia, o que permitiu o empate a um golo nesse jogo. Independentemente de nunca ter atuado num país estrangeiro, o jogador vê com bons olhos essa possibilidade. O seu nome, nos últimos anos, esteve associado a equipas europeias como Olympiakos FC, Fernerbahçe SK, Besiktas JK e também aos japonese Vissel Kobe.

Anúncio Publicitário

Notícias vindas de Teerão garantem que o jogador já tem acordo com o clube lusitano, proporcionando uma transferência situada nos seiscentos mil euros para a equipa vendedora, verba que, ainda está em aberto com o decorrer das negociações.

Ao faltar cerca de um mês para a abertura do defeso de inverno, as equipas deficitárias de qualidade já andam no mercado para aumentar as alternativas no plantel, como tal, o Vitória procura recursos para se isolar na classificação e pressionar os adversários diretos.

Foto de Capa: Carlos Silva / Bola na Rede

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão