Cabeçalho Futebol NacionalPassados quatro anos desde a última passagem do Clube Desportivo Feirense pelo escalão principal do futebol português, os fogaceiros voltam, logicamente, à semelhança da temporada 2011/2012, com o objetivo de lá permanecerem.

Na altura, nomes como Paulo Lopes (Benfica), Nuno Henrique (Boavista) e Rabiola (Paços de Ferreira) figuravam num plantel que não conseguiu evitar a despromoção e que se encontrava sob o comando técnico de Quim Machado, primeiramente, e de Henrique Nunes, já numa fase mais avançada da competição.

Nos preparativos para uma época que se avizinha fértil em dificuldades e com um nível competitivo mais acentuado, o Feirense venceu cinco encontros, tendo empatado e perdido por duas ocasiões. Ainda que o saldo seja positivo, com destaque para uma vitória por 2-0 diante do Sporting Gijón, o clube atualmente orientado por José Mota apenas defrontou uma equipa da Liga NOS no conjunto destas nove partidas.

José Mota está de volta à Primeira Liga Fonte: CD Feirense
José Mota está de volta à Primeira Liga
Fonte: CD Feirense

Com três opções para baliza, a vasta experiência de Peçanha (ex-Viitorul Constanta) valer-lhe-á preciosos pontos numa titularidade que será disputada com Vaná (ex-Coritiba) e com o jovem Dele Alampasu.

O setor defensivo deverá ser preenchido por Vítor Bruno (ex-CFR Cluj) a lateral esquerdo, Paulo Monteiro (ex-União da Madeira) e Ícaro, ambos no centro, e Sérgio Barge a defesa direito. Luís Rocha (ex-Freamunde) e Micael Freire também são opções válidas para o setor mais recuado.

Tendo em consideração os jogos da pré-época, o meio-campo do Feirense apresentar-se-á com dois médios defensivos: o internacional cabo-verdiano Sérgio Semedo e Cris. No entanto, Ricardo Dias (ex-Belenenses) acabará por ganhar o seu espaço no plantel e, consequentemente, poderá ocupar uma das posições enquanto médio mais recuado. Numa posição mais avançada do terreno, é expectável que Rúben Oliveira assuma, a curto prazo, um papel de médio ofensivo que poderá vir a ser assumido por Tiago Silva (ex-Belenenses), atualmente a representar Portugal nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

O lado direito do ataque preencher-se-á com Luís Aurélio (ex-Nacional), que estará acompanhado por Luís Machado na esquerda e pelo segundo melhor marcador da Ledman LigaPro, Platiny, como ponta-de-lança. O guineense Lane, promovido dos juniores, o polivalente nigeriano Peter Etebo e o avançado grego Tasos Karamanos (ex-Olympiacos) poderão igualmente espreitar oportunidades.

Para a concretização da meta inicialmente prevista, o atrevimento ofensivo do Billas, categoricamente exibido na Segunda Liga, terá de dar lugar ao pragmatismo e à solidez defensiva, explorando minuciosamente as fragilidades de cada um dos seus futuros adversários.

Comentários