Surpreendente. Inesperado. Impensável. A abrir 2021, Edgar Steven Davis (esse mesmo!) foi anunciado como o novo treinador do SC Olhanense, clube que milita no Campeonato de Portugal, para surpresa de todos os amantes do desporto.

Ainda com uma curtíssima carreira na condição técnico, Edgar Davids destacou-se na esfera do desporto pela sua carreira enquanto jogador de futebol. Um atleta cujas capacidades técnicas e táticas eram amplamente reconhecidas por todos os treinadores e adeptos. Um médio que não marcava muitos golos, mas que era peça essencial no desenho dos mesmos, tal eram os índices de criatividade. Uma lenda que chegou a desatar diversos jogos em que participou e a quem chamavam ‘Pitbull’ holandês.

Dotado de um belo pé esquerdo, o antigo futebolista sabia como estancar as iniciativas do adversário e diferenciava-se pelos gestos técnicos que lhe permitiam virar o flanco de jogo de forma inesperada. O “saber ler o jogo” corria-lhe nas veias, qualidade imprescindível à qual se juntava a superioridade no um para um. Não foi, portanto, de admirar que tivesse passado por grandes emblemas do futebol europeu, nos quais enriqueceu (e de que maneira!) o seu vasto palmarés.

No contexto de seleção, as prestações de Edgar Davids não foram nada inferiores e chegaram, inclusive, a marcar uma “era” na História da Holanda. Conhecido por entrar em campo com um estilo próprio – e até mesmo com óculos, como imagem de marca –, foi um dos jogadores mais carismáticos de sempre no futebol. Poderá agora vingar enquanto treinador e vir a ser um dos mais poderosos da sua geração?

Anúncio Publicitário


Antes disso, olhemos primeiro com mais atenção e pormenor para o seu trajeto. Edgar Davids começou a dar os primeiros passos no mundo do futebol ao serviço do AFC Ajax. Cinco anos depois de entrar para as camadas jovens, chegou à equipa principal do emblema holandês na época 1991/92, pela mão do técnico Louis Van Gaal – também no seu início de carreira como técnico principal. Em cinco temporadas, foram 32 golos em 148 jogos realizados!

O percurso do médio ao serviço do emblema de Amesterdão recheou-se ainda de conquistas de renome. Além dos três campeonatos e das oito taças nacionais, o Ajax venceu ainda a Liga Europa em 1991/92, a Liga dos Campeões em 1994/95 e ainda a Taça Intercontinental, em 1995. Para isso, muito contribuiu a magia que o médio holandês protagonizou em campo, ele que, em 1994, se internacionalizou pela primeira vez ao serviço da “laranja mecânica”.

No verão de 1996, o craque deixou o seu país natal e rumou a Itália para ter a primeira aventura além-fronteiras. O AC Milan foi o primeiro clube que representou, ainda que por pouco tempo. Um golo em 31 jogos, a juntar à qualidade evidenciada dentro das quatro linhas, levou a equipa de Milão a aceitar uma proposta de alto valor na temporada seguinte.

No decorrer da temporada 1997/98, a Juventus FC chegou-se à frente, colocou oito milhões de euros em cima da mesa e rapidamente o contratou. Edgar Davids defendeu as cores do emblema de Turim durante seis anos, tendo estado presente na conquista de três campeonatos italianos e ainda de uma Intertoto (1999).

Nesse período, apontou 11 golos em 235 jogos, número recorde de partidas que não viria a superar noutros clubes que representou. Além disso, ainda hoje se mantém entre os 60 jogadores com mais jogos disputados ao serviço do clube. Foi também durante essa longa estadia que apontou o primeiro golo de sempre ao serviço da Holanda – tento marcado à Jugoslávia nos “oitavos” do Mundial de 1998, decisivo para apurar a sua seleção numa prova em que seria semi-finalista.


Corria o mercado de inverno da temporada 2003/04 quando a Juventus optou por emprestar Edgar Davids ao FC Barcelona, devido à menor utilização naquela época em Itália. Ao serviço dos catalães, disputou 20 partidas e ainda apontou um golo no pouco tempo em que esteve em Espanha. Saiu sem conquistar troféus, mas não só escreveu mais um grande clube europeu no seu currículo, como brindou o campeonato espanhol com ainda mais qualidade.

Depois de vestir as camisolas de Milan e Juventus, o futebolista encerraria o seu ciclo no futebol italiano em 2004/05 ao assinar pelo FC Internazionale Milano por uma temporada. Não marcou nenhum golo, mas contribuiu com várias assistências nos 23 duelos em que teve a oportunidade de participar, despedindo-se de solo italiano com a conquista da Taça de Itália.

Na época seguinte, com 32 anos, Edgar Davids embarcou para uma nova aventura num outro país, o quarto (e último!) do seu historial. Assinou pelo Tottenham Hotspur FC e, apesar de não ter enriquecido o seu palmarés, foi uma aposta regular de Martin Jol na Premier League, tendo apontado um golo em 44 jogos disputados em ano e meio.

Enquanto tinha a primeira aventura em território inglês, o internacional holandês acabaria por realizar o último jogo pela seleção holandesa em outubro de 2005. O duelo diante da Macedónia a contar para a fase de qualificação para o Mundial 2006 acabaria por marcar o fim de um ciclo, ficando para a História um registo de 6 golos em 74 internacionalizações. Mas atenção…atualmente, ainda se encontra no top-25 de jogadores com mais partidas pela Holanda!

O ‘Pitbull’ regressaria a casa em janeiro de 2007, ao Ajax, o clube que o lançou para o mundo do futebol. O poderio no registo ofensivo foi drasticamente mais baixo, tendo apontado apenas um golo em 34 duelos, mas as habilidades técnicas e a capacidade de liderança em campo quase pareciam intactas.

No entanto, no decorrer da temporada 2007/08, uma fratura na perna afastou-o dos relvados durante muitos meses, pensando-se mesmo que a carreira de jogador poderia ter sofrido um ponto final, mas não… Mesmo com ideias de se tornar treinador, Edgar Davids regressou aos relvados e voltou ao futebol inglês para defender as cores do Crystal Palace FC em 2010/11 – no entanto, apenas realizou sete encontros.


A transição entre a carreira de jogador e de treinador não podia ter sido mais original. Em 2012/13, a estrela holandesa rumou à terceira divisão inglesa e assinou com o Barnet FC no papel de…treinador-jogador. Na primeira temporada, conseguiu 11 triunfos em 34 duelos, tendo marcado um golo em 29 dos jogos em que alinhou como jogador. Mas no que toca a objetivos…não evitou a descida de divisão devido a uma mera diferença de golos.

Já na segunda época pelo Barnet, conseguiu novamente 11 triunfos, mas só alinhou em nove das 29 partidas, tendo somado…três expulsões! Três num curto espaço de tempo entre as sete em toda a carreira, imagine-se… Muita polémica! Desde aí, Davids optou por suspender a carreira de técnico, absorver novas ideias, aprimorar outras e esta temporada já agitou o mercado de forma inesperada.

Na presente temporada, com 47 anos, a lenda do futebol holandês e mundial passou a ocupar o lugar de técnico-adjunto de Andries Jonker, ao serviço do SC Telstar, clube que milita na segunda divisão holandesa. Até que tudo mudou nos primeiros dias de 2021!

Edgar Davids foi oficializado como novo treinador do Olhanense, do Campeonato de Portugal, tendo surpreendido tudo e todos. Deste modo, esta será a sua primeira experiência apenas e só como treinador principal de uma equipa…e logo em solo português – mais concretamente na região algarvia, onde inclusive até tem uma casa de férias.


À semelhança dos últimos anos, a ambição do Olhanense é a de regressar à Segunda Liga e isso tem estado perto de acontecer. Neste momento, o Olhanense – até então liderado por José Carvalho Araújo – ocupa o 5º lugar da Série H, com 13 pontos e está a dez do líder Vitória FC (embora com menos dois jogos).

Será expectável que as gentes de Olhão passem a acreditar ainda mais na concretização desse objetivo com esta contratação sonante, mas é preciso perceber que Edgar Davids ainda está no início da sua carreira enquanto treinador e poderá precisar de tempo para se afirmar como um treinador para ser levado a sério!

Mas uma coisa é certa. Se Edgar Davids conseguir incutir nas suas equipas a filosofia que o próprio aplicava em campo enquanto jogador, a sua carreira de treinador estará mais próxima do sucesso. Aguardemos!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome