Após quatro jogos oficiais e o fecho do mercado de transferências, o Braga vai caminhando pé ante pé por entre os milhões do futebol com duas vitórias, um empate e uma derrota. Vinte e dois milhões e meio em caixa e com menos duas pérolas no plantel principal resumem o saldo final. Guimarães e Estoril cederam à avalanche bracarense e o Rio Ave conquista um ponto precioso. No primeiro encontro da época, o Benfica tirou o sono e depois o sonho. Entretanto, Rafa segue para os encarnados e Boly para o Porto. Bons negócios, mas contra nós vai custar.

Para equilibrar e dar concorrência ao plantel, chegaram vários reforços à equipa bracarense. Os que vieram no último charter foram mesmo Douglas Coutinho, Benítez e Rui Fonte. O primeiro vem tentar a sua sorte na Europa, mas para já inscrição na Liga Europa não é realidade. Os dois últimos vêm do Benfica, o primeiro no negócio de Rafa e o segundo sem espaço na Luz vem tentar reforçar o seu anterior posto de «joker» na equipa do Braga.

Com base em tudo isto, ao nível desportivo o Braga ficou carente de dois jogadores titulares e com um futebol acima da média. Vai ressentir-se, sem dúvida, mas para já as soluções internamente encontradas dão garantias mais que evidentes de que o plantel é rico em mais-valias e que sem lesões graves a atrapalhar, a época adivinha-se repleta de bons momentos.

Benitez chega envolvido no negócio de Rafa Fonte: SC Braga
Benitez chega envolvido no negócio de Rafa
Fonte: SC Braga

Assim sendo, com tanta mudança à mistura os Guerreiros do Minho vão tentar adaptar-se às várias competições em que estão inseridos, com um cofre bem «gordinho» e preparado para a crise. Com tanta precaução só faltou mesmo é ter tido outra postura face ao mercado. Digo isto, porque nem todas as posições estão a meu ver bem preenchidas. Falta ali qualquer coisa… No meio-campo sei lá… Um número oito capaz de dar concorrência a Vukcevic, Mauro e Tiba. Já me esquecia! O mercado já fechou… Esperem lá… Ainda existem alguns jogadores que bem precisam de colocação. São caros eu sei, mas com tanto milhão a entrar, um ou dois bem investidos podem dar frutos. Fica a dica e a opinião de um adepto crente e amante do desporto. Pois bem, um outro assunto que venho por este meio comunicar, é a saída de Boly e Rafa. O central com características únicas sai de Braga a troco de seis milhões e meio de euros deixando uma vaga em aberto na defesa bracarense. Ricardo Ferreira, Rosic, Velásquez e ainda Artur Jorge da equipa B podem bem acelerar o passo para ver se agarram lugar. Não vai ser fácil decidir pois todos parecem estar à altura, mas o futuro e Peseiro ditarão quem vai a jogo. Por fim, obrigado, Boly, por todos aqueles momentos de calafrio na defesa que bem soubeste resolver com essa finta que não sai de moda. E agora Rafa. Posso dizer que me custou bastante a tua saída. Não pelo facto de saíres, pois penso que tens futebol nas pernas para dar, vender, emprestar e até levantar estádios, mas por ter sido para um clube que irá jogar no nosso campeonato. Aceito e compreendo a tua escolha, pois também tenho os meus gostos e preferências. Só é pena a fina nata europeia não ter reparado mais em ti… Assim, tinha a certeza que não concorrerias com seis jogadores para a mesma posição nem jogavas contra o nosso Braga. O futebol é assim mesmo. Resta-me então desejar a ambos as maiores felicidades menos quando a final a disputar for Braga-Porto ou Braga-Benfica.

Para terminar, tenho ainda mais uns assuntos na manga. Então não é que o Pedro Santos está ligado à ficha! «Ó pra ele cheio de vontade!» É assim mesmo grande Pedro! Mas com calma que não é preciso bater em ninguém, ok? E o Marafona que está na comitiva da selecção nacional ah? E o André Pinto que a este ritmo para lá caminha? E o Wilson Eduardo que até já sua durante os jogos e marca uns golos? Para tanta pergunta só existe uma resposta. Guerreiro que é Guerreiro está sempre pronto para a batalha.

Comentários