Léo Jardim está a ser muito cobiçado lá fora e provavelmente a sua venda vai mesmo significar o principal encaixe financeiro do Rio Ave FC para esta temporada. O jogador brasileiro já teve interesse por parte do Lille, clube que até vai atuar na Champions League na próxima temporada, mas quem vai à frente da corrida é mesmo o Mónaco que apresenta valores mais simpáticos às aspirações de negócio dos vila-condenses.

A saída de Léo Jardim para o clube francês já foi uma realidade quase assegurada, mas a verdade é que os dias passam e não há ainda confirmação alguma de negócio. Quanto a valores, também ainda não há confirmações, mas sabe-se que a transferência do guarda-redes pode vir a render aos cofres do Rio Ave bem mais de um milhão de euros.

Todos sabemos o cinto apertado com o qual os clubes portugueses vivem época após época e, por vezes, negócios destes fazem toda a diferença para o planeamento de uma próxima temporada. E, nesse aspeto, a direção do Rio Ave esteve toda muito bem. Léo é um ativo que provou o seu valor e que dificilmente permanecerá em terras portuguesas (de relembrar que, nem vai há muito tempo, também já foi associado ao Sporting CP).

Léo Jardim foi uma das peças-chave do Rio Ave na época 2018/2019
Fonte: Rio Ave FC

O Rio Ave exerceu a sua opção de compra ao Grémio de Porto Alegre já no final da época e, deste modo, uma futura venda do jogador vai lucrar aos cofres do clube muito mais do que aquilo que iria há uns meses. Léo mostrou todo o seu valor fazendo uma fantástica época e desde cedo que surgiram rumores de possíveis clubes interessados. Tendo em conta isto, a direção do Rio Ave optou pela ótima estratégia de compra pensando sempre num negócio futuro.

Confesso que estes planos de comprar a pensar já numa possível venda de jogadores me faz alguma confusão, mas é assim a realidade do futebol hoje em dia e há que dizer que foi, sem dúvida, uma boa estratégia. Apesar de não ter ficado com a totalidade do passe, uma boa proposta pode dar um balão de oxigénio fundamental para a época 2019/2020 do Rio Ave. Na minha opinião, sendo o Mónaco ou não, uma boa proposta por Léo vai acontecer, pois a quantidade de clube interessados remete-me a essa inevitabilidade.

Se a saída de Léo Jardim efetivamente acontecer, resta também saber quem vai ser o sucessor desta guarda-redes brasileiro de 24 anos. Já há rumores de que Cláudio Ramos pode ser uma possibilidade e para mim faz todo o sentido. É um dos melhores guarda-redes a atuar em Portugal e é, sem dúvida, uma mais valia para qualquer equipa.

Recordo-me até que já fiz um artigo sobre o mesmo quando foi convocado por Fernando Santos, tendo sido uma exceção à regra, visto que não há muito poucos jogadores a jogar em clubes mais pequenos em Portugal e mesmo assim estarem presentes numa convocatória da Seleção. Posto isto, acho que não é preciso dizer muito mais acerca deste potencial sucessor de Léo que, para mim, irá com certeza colmatar a sua ausência.

Foto de Capa: Rio Ave FC

Comentários