A nossa liga, para além do enorme talento individual que possui e exporta para as principais ligas europeias, pode também ser conhecida pelos excelentes finalizadores que possui. Prova disso é o número de botas de ouro que a nossa liga já conquistou e não fosse o quociente, neste momento, de 1.5, tenho a certeza de que mais conquistaríamos.

É elevado o número de grandes goleadores que tive de deixar de fora, tais como Hulk (melhor marcador da Primeira Liga em 2010/2011), Simão Saborosa (melhor marcador da Primeira Liga em 2002/2003), Lisandro López (melhor marcador da Primeira Liga em 2007/2009) e Falcao. Todos eles mereciam também fazer parte deste top pela grande eficácia que revelaram neste século em Portugal, mas optei por jogadores goleadores em outros clubes que não apenas nos três grandes, por a dificuldade para marcar muitos golos fora destes clubes ser acrescida.