Anterior1 de 5Próximo

O Rio Ave bateu o Feirense em casa por 2-1. A equipa de Santa Maria da Feira até marcou a abrir, por Luís Machado, mas o conjunto da casa deu a volta no segundo tempo, com as entradas de Geraldes e Gelson Dala a fazerem a diferença.

A atravessar um mau período, com apenas uma vitória nos últimos seis encontros, a equipa de Vila do Conde recebeu o Feirense com várias alterações no onze, com destaque para a ausência de Francisco Geraldes e a titularidade de Gabrielzinho.

Já a equipa de Nuno Manta, apenas dois pontos acima da linha de água, apresentou uma formação inicial muito próxima do habitual, com a exceção do guarda-redes, Michal Miskiewicz, no lugar do lesionado Caio Secco.

A partida começou lenta, com o Rio Ave, como esperado, a tentar assumir o jogo, mas sem encontrar espaços na defesa fogaceira.

A equipa de Nuno Manta, bem organizada, ia afastando o perigo da sua área e conseguiu chegar ao golo logo na sua primeira oportunidade, por Luís Machado. Na sequência de um cruzamento pela direita, Nélson Monte alivia mal, de cabeça, e deixa a bola à mercê do camisola 7 do Feirense, que aparece nas costas de Lionn para finalizar à boca da baliza.
A formação caseira tentou reagir ao golo sofrido, apostando sobretudo no jogo interior dos seus extremos e nas subidas dos laterais, mas definia quase sempre mal no último terço, não conseguindo criar perigo junto da baliza adversária.

O jovem Gabrielzinho, a jogar sobre a esquerda, era a personificação da exibição vilacondense. Demasiado desligado da equipa, ia complicando quase sempre em demasia e acumulava perdas de bola, prejudicando a manobra ofensiva do conjunto de Miguel Cardoso.

Perante este cenário, só aos 40 minutos a equipa da casa conseguiu criar um lance digno de destaque, com Barreto a rematar de muito longe e a bola a passar ligeiramente por cima da baliza do Feirense.

O jogo aqueceu nos minutos finais do primeiro tempo e o Rio Ave ficou de novo perto de golo na sequência de um canto, mas Tarantini, por duas vezes, não conseguiu desviar com sucesso.

Na resposta, foi o Feirense que ficou perto do golo, com Crivellaro a desviar ao lado o cruzamento de Luís Machado.

Ainda antes do apito para o intervalo, Guedes apareceu bem nas costas da defesa adversária e cabeceou forte e colocado, mas Miskiewicz respondeu com uma defesa de grande nível e segurou o 1-0 até ao descanso.

Anterior1 de 5Próximo

Comentários