É muito difícil imaginar o que seria do nosso Futebol se não houvesse rivalidades clubísticas.

A nível nacional o Clássico FC Porto-SL Benfica que é, hoje em dia, um confronto sem prazo para acabar que transcende as “quatro linhas” e que chega-se a jogar nos Tribunais (!).

Mas, na Capital, o “Dérbi Eterno” que opõe Sporting CP e SL Benfica e que é e sempre será um confronto empolgante entre os dois Grandes, em qualquer contexto desportivo. No Norte, há dois dérbis que não ficam atrás no que toca a emoção: o “Dérbi da Invicta”, entre FC Porto e Boavista FC, e o “Dérbi Minhoto” disputado entre Vitória SC e SC Braga.

Temos depois outras rivalidades espalhadas um pouco por todo o país que “enriquecem” no plano competitivo os nossos principais escalões do futebol profissional como são exemplos o Dérbi da Madeira (CS Marítimo- CD Nacional), o Dérbi do Algarve (SC Olhanense v. SC Farense) ou o Dérbi do Mar (Varzim SC v. Leixões SC).

Todavia, e porque o nosso futebol não se resume aos Três Grandes nem aos clubes que militam na Primeira Divisão ou na Segunda Divisão, recordo algumas das muitas rivalidades históricas do nosso Futebol que, pese embora terem caído no esquecimento (umas mais que outras).

Atlético CP vs CF “Os Belenenses”

Noutros tempos, para além do confronto entre Sporting CP e SL Benfica, havia outro dérbi que apaixonava os alfacinhas. A rivalidade entre Atlético CP e CF Belenenses foi uma das maiores rivalidades futebolísticas vividas na cidade de Lisboa: de um lado os “Sangue Azul” (CF Belenenses) que representava a elite lisboeta residente nos bairros nobres de Belém, do Restelo e da “Linha”; do outro “os Carroceiros” que, por sua vez, representavam a classe operária do Porto de Lisboa oriunda de Alcântara. Os dois clubes alfacinhas tão díspares nas suas raízes fabricaram lendas como Matateu e Germano. Hoje, estão ambos a recomeçar do “zero”, de costas voltadas com as respectivas SAD.

Partida amigável no Estádio do Restelo entre os dois rivais “alfacinhas”
Fonte: CF Belenenses

União Futebol de Coimbra vs Académica OAF

Quando pensamos em Coimbra vem-nos logo à mente o emblema da A. Académica de Coimbra e vice-versa. São vários os rivais que os estudantes colecionaram ao longo da sua história: alguns da própria região como a Naval 1º de Maio da vizinha Figueira da Foz ou a União de Leiria, e outros pontuais como o Vitória SC após o célebre caso N’Dinga.

No entanto, a cidade dos estudantes é também a casa de um antigo rival da Briosa – o União Futebol de Coimbra, actualmente designado por União 1919 que veste azul e vermelho e tem o seu reduto no Campo da Arregaça. Enquanto que a A. Académica de Coimbra era o clube ligado à Universidade, galvanizador dos estudantes, o União de Coimbra tinha a sua massa adepto junto da classe trabalhadora da cidade de Coimbra.

Leça FC vs Leixões SC

Viajando para Norte, mais concretamente para o concelho de Matosinhos encontramos uma intensa rivalidade entre leceiros e bebés. Rivais há mais de 100 anos, os dois emblemas de Matosinhos reencontraram-se na segunda ronda da edição passada da Taça de Portugal no Estádio do Leça Futebol Clube, em Leça da Palmeira. Havia 24 anos que o Leça FC não recebia em sua casa o seu rival. O jogo ficou marcado por confrontos entre adeptos antes do apito inicial mas também pelo mar de gente que invadiu as bancadas.

São muitas as rivalidades que fizeram e continuam a fazer a história do nosso futebol e certamente seria tema para um bom livro. Afinal, todas estas rivalidades (no bom sentido da palavra) também contribuíram para o enriquecimento do nosso património clubístico e para a construção da identidade dos clubes portugueses e dos próprios adeptos.

FC Barreirense vs GD Fabril (antigo Grupo Desportivo da CUF)

As gerações mais antigas certamente lembrar-se-ão quando estes dois emblemas do Barreiro disputavam a primeira, nos tempos em que aquela cidade da Margem Sul era um dos principais centros industriais do país. Enquanto primodivisionários FC Barreirense e GD Fabril chegaram a medir forças, inclusive, na Europa: o GD Fabril, então designado “Grupo Desportivo da CUF”, jogou contra o histórico AC Milan, enquanto que os alvirrubros jogaram contra o Dínamo Zagreb, para a antiga Taça dos Clubes das Cidades Com Feiras (antepassado da Taça UEFA).

A rivalidade histórica entre os dois clubes era saudável desde logo pelo simples factos de que  muitos dos adeptos do FC Barreirense eram operários da CUF.

Foto de Capa: Leça FC

 

Comentários