Anterior1 de 4Próximo

Depois da desoladora e polémica derrota caseira nas meias-finais da Taça da Liga, os arsenalistas voltaram ao terreno de jogo para se tentarem manter na disputa pelo título no Campeonato, recebendo na Pedreira os açorianos do CD Santa Clara, que estão a realizar uma época positiva e tranquila e que conseguiram parar os Guerreiros do Minho na primeira volta.

O quarto de hora inicial não trouxe oportunidades claras para abrir o marcador, mas mostrou uma equipa da casa dominadora que ia conseguindo penetrar as linhas defensivas dos visitantes. Esta tendência ia-se mantendo à medida que o jogo progredia, mas os arsenalistas continuavam demasiado previsiveis e isso impedia-os de seriamente ameaçar a baliza à guarda de Serginho.

Essa foi a tónica de toda a primeira parte, ainda que os minutos finais tenham visto um jogo mais partido, com o Santa Clara a aparecer em posições junto da baliza contrária. No entanto, nada que fosse suficiente para impedir que o nulo persistisse ao intervalo.

Já a segunda metade, começou com outra dinâmica e, depois de uns minutos iniciais aguerridos, um lance inofensivo na área bracarense fez o árbitro apontar para a marca dos onze metros, numa decisão que, à primeira vista, pareceu exagerada e discutível.

Aquilo que podia ser o momento certo para o Santa Clara confirmar uma surpresa na Pedreira, rapidamente se tornou num pesadelo. Primeiro, Tiago Sá defendeu a grande penalidade e na jogada seguinte, o Braga embalou em contra-ataque e só parou com Dyego Sousa a colocar a bola dentro da baliza dos visitantes.

Ataque arsenalista precisou de insistir muito para desfazer o nulo
Fonte: SC Braga

O Braga ganhou outro ânimo e, pouco depois, valeu Serginho para evitar o segundo. A partir daí, praticamente só se viu Braga e os arsenalistas estiveram várias vezes perto do segundo, mas acabaram por ter de se contentar com uma vitória pela margem mínima. Ainda assim, o que mais interessava eram os três pontos e esses foram conquistados.

EQUIPAS INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

SC Braga: Tiago Sá; Esgaio, Raul, Bruno Viana, Goiano; Novais (Ricardo Horta 61’), Ricardo Ryller (Fransérgio 61’), Claudemir, Wilson Eduardo; Dyego Sousa, Paulinho (Palhinha 82’)

CD Santa Clara: Serginho; Patrick Vieira, César, Accioly, Mamadu; Osama Rashid, Chrien (Bruno Lamas 67’), Kaio (Guilherme 77’); Pineda, Stephens, José Manuel (Ukra 86’)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários