O Sporting Clube Ideal, da cidade da Ribeira Grande, da ilha de São Miguel nos Açores, tem sido um dos clubes que mais evoluiu nas últimas temporadas. Depois de três temporadas seguidas a garantir a permanência “à pele”, esta temporada a história tem sido outra. Atual 9.º classificado da série D do Campeonato de Portugal Prio, o SC Ideal soma mais 11 pontos que a zona de despromoção, tendo perdido apenas uma vez nas últimas dez partidas, conseguindo, finalmente, afirmar-se como um dos clubes com mais potencial da CPP para as próximas épocas.

Apresentando um plantel equilibrado e de grande qualidade, com destaque para um menino de nome João Ventura, o Sporting Clube Ideal assume-se agora como o grande representante da ilha de São Miguel, atrás, naturalmente, do CD Santa Clara, substituindo o Clube Operário Desportivo que, nas últimas temporadas, tem lutado pela subida à Segunda Liga Portuguesa, mas que hoje joga os Distritais Açorianos.

Os “Leões” da Ribeira Grande subiram em 2013 ao Campeonato de Portugal, sendo que, imediatamente no final dessa temporada, foram rebaixados. Regressaram uma época depois, mais fortes e preparados, mas tem sido sempre uma luta feroz e constante todas as temporadas para garantir a permanência.

A verdade é que o objetivo tem sido sempre conseguido e, depois desta temporada tranquila e equilibrada, o Sporting Clube Ideal pode começar a pensar noutras metas. Tem-se distinguido como um clube com um projeto sustentável e equilibrado (o que sabemos que até nem é muito comum, sobretudo no CPP), tendo em conta os resultados desportivos obtidos, que se afirmou dentro da sua própria divisão aos poucos.

Ainda com poucas experiências como treinador principal, o técnico Paulo Meneses tem sido uma das revelações do Campeonato de Portugal
Fonte: SC Ideal

Para esta excelente época, muito superior às anteriores, tem contribuído o apagão do Clube Operário Desportivo e um “super” jogador (está a mais neste patamar), que contextualizado numa equipa forte e competitiva, tem vindo a marcar a diferença quase ininterruptamente, jornada após jornada.

Comecemos pelo tal “apagão” do Clube Operário Desportivo. Os “Fabris”, cronicamente no terceiro patamar do futebol português há imensos anos, primeiro na II Divisão B, depois no Campeonato de Portugal, têm lutado pela subida à Segunda Liga Portuguesa nas últimas épocas, tendo, inclusive, ficado bastante perto dessa subida inédita por mais de uma vez.

No entanto, a época passada foi um descalabro autêntico e acabaram por descer surpreendentemente aos distritais dos Açores. Este facto originou uma debandada dos melhores ativos do clube, aproveitando-se disso o Sporting Clube Ideal. Os “verdes e brancos” passaram a ser o único clube da maior ilha dos Açores presente no Campeonato de Portugal, conseguindo assim desviar alguns dos melhores jogadores do Clube Operário Desportivo e ainda perderam a concorrência direta que os “Fabris” faziam no que toca a aquisição de jogadores.

João Ventura marcou seis golos nos últimos nove jogos, e dificilmente não dará o salto na próxima época
Fonte: SC Ideal

O outro grande facto para esta boa temporada tem um nome: João Ventura. O extremo de 25 anos tem brilhado jornada após jornada, com assistências, dribles e golos de belo efeito, dando seguimento ao trabalho realizado por ele próprio nas temporadas anteriores. Apesar de só ter 25 anos, Ventura já conta com quatro épocas na Segunda Liga Portuguesa, pelo CD Santa Clara, onde sempre que era aposta correspondia. No entanto, “Santos de casa, não fazem milagres”, portanto a utilização era dificilmente regular, acabando até por ser adaptado por vezes a outras posições.

João Ventura tem assim brilhado a um nível impressionante no Campeonato de Portugal, tanto no Clube Operário Desportivo, como no Sport Benfica e Castelo Branco, sendo sempre um intocável no 11 inicial, coroando sempre as suas exibições com golos, assistências e muitos dribles. Dotado de um excelente pé esquerdo, Ventura esta época já soma dez golos em 23 jogos e promete não ficar por aqui.

Para além de Ventura, os “Leões” contam com muita qualidade individual que se vem destacando, desde a baliza com Imerson Soares, a Igor Cartaxo na defesa ou a Dani Sousa no meio campo, entre muitos outros.

A equipa treinada por Paulo Meneses promete não ficar por aqui, procurando garantir a permanência o mais rápido possível, para depois apontar à melhor classificação da história do clube na divisão. Vamos ver qual será o futuro deste clube que, pelas indicações recentes, poderá ser realmente muito risonho.

Foto de Capa: SC Ideal

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários