Anterior1 de 2Próximo

futebol nacional cabeçalho

Sempre defendi, e continuo a defender, que não faltam motivos para se gostar do futebol português. E um desses motivos é a qualidade dos treinadores que o nosso país produz, sendo que, desde há uns anos, os treinadores portugueses são dos melhores e dos mais referenciados no futebol mundial.

No entanto, estes só ganham reconhecimento quando se destacam na Primeira Liga ou no estrangeiro, sem se querer ver que muitos deles começaram a mostrar serviço nos escalões inferiores do futebol português.

Ora, observando os treinadores lançados na Primeira Liga desde as últimas épocas para cá, posso concluir que a segunda divisão do futebol português é um desafio importante para o crescimento e desenvolvimento dos nossos treinadores.

Alguns treinadores começam a carreira a treinar nas camadas jovens e/ou como adjuntos ou preparadores físicos numa equipa sénior. Outros, começam a carreira a treinar clubes amadores, subindo depois a pulso na carreira até chegarem aos escalões profissionais. No entanto, para muitos deles, a segunda divisão é o primeiro contacto directo com o futebol profissional, num campeonato competitivo onde é necessário mostrar qualidades a curto prazo para se conseguir dar o passo seguinte.

O Monaco é uma sensação na Europa Fonte: AS Mónaco
O Monaco é uma sensação na Europa
Fonte: AS Mónaco

Porém, nem todos começaram assim. Para além de José Mourinho, tem havido outros treinadores a começarem a carreira por cima, ou seja, no escalão máximo do futebol português, tais como André Vilas-Boas, Sérgio Conceição, Nuno Espírito Santo e, já no decorrer desta época, Vasco Seabra e Nuno Manta Santos. Mas muitos outros treinadores, actualmente referenciados no futebol português e europeu, começaram a notabilizar-se na segunda divisão nacional.

Ora, é impossível falar de treinadores da nossa segunda divisão sem se falar em Vítor Oliveira. O “Rei das subidas” caminha a passos largos para a sua décima promoção à primeira divisão e para o seu quinto campeonato da segunda divisão. Existem, também, outros treinadores experientes que militam actualmente na segunda liga, como Carlos Brito e Francisco Chaló. Mas vejamos os treinadores que a nossa segunda divisão lançou nos últimos anos.

Foto de Capa: GD Chaves

Anterior1 de 2Próximo

Comentários