Na tabela classificativa da Primeira Liga verifica-se um enorme fosso entre o quarto e o quinto classificados. Esta diferença abismal entre os grandes e os outros, está cada vez mais acentuada, e na presente temporada o Braga, pela primeira vez nos últimos anos, conseguiu aguentar o andamento dos três principais clubes portugueses, estando neste momento com apenas menos três pontos do que Benfica e Sporting.

Em comparação com a época transata, por exemplo, os arsenalistas já possuem mais 21 pontos (!). Olhando para as últimas temporadas, desde 2011/2012 que não era ultrapassada a fasquia dos 60 pontos (62 neste caso), e apenas por uma vez, em 2009/2010 o Braga conseguiu superar os 70 pontos (alcançando 71), numa época em que lutou quase até final pelo título com o SL Benfica.

Na presente época foram já alcançados os 75 pontos, ou seja, foi alcançada uma marca nunca antes realizada. No início da época muitos duvidavam da capacidade de Abel Ferreira de corresponder a este desafio altamente exigente, ainda para mais quando o presidente António Salvador indicou que tem o objetivo de ser campeão brevemente.

Abel Ferreira tem estado em destaque no SC Braga
Fonte: SC Braga

Dotado de um plantel igualmente jovem mas com alguma experiência há mistura, o Sporting de Braga conseguiu entregar a Abel um leque de jogadores com qualidade em quantidade, contendo vários jogadores de qualidade semelhante para as várias posições. Este facto permitiu que fosse feita uma gestão dos recursos ao longo da época, que permitiu realizar uma época positiva no contexto europeu, e internamente bater o recorde de pontos já obtidos numa época.

Ficará certamente o “amargo de boca” nos adeptos bracarenses por não terem conseguido conquistar nenhum título, mas no entanto fica a esperança de que, mantendo a maior parte dos jogadores e treinador, o Braga poderá nos próximos anos tornar-se num sério candidato ao objetivo definido por António Salvador, sagrar-se pela primeira vez na história campeão nacional.

Foto de Capa: SC Braga

Comentários