Anterior1 de 3Próximo

Um golo já em período de compensação manteve o SU Sintrense na corrida pelos dois primeiros lugares da Série C do Campeonato de Portugal. Um livre direto marcado de forma irrepreensível por Hugo Pina foi decisivo para o desfecho do encontro.

As duas equipas precisavam de pontos, ainda que ambas tivessem objetivos diferentes. O SU Sintrense tem o objetivo de subir de divisão já nesta temporada, enquanto que o GS Loures quer afastar-se rapidamente dos lugares de descida para os Distritais.

Foi preciso esperar até à meia-hora de jogo para que se vissem os primeiros lances de perigo para as balizas de SU Sintrense e GS Loures. A equipa da casa foi a primeira a criar perigo, mas o remate de Bob saiu ligeiramente ao lado.

Na resposta, o GS Loures teve a melhor ocasião do primeiro tempo para marcar. Lucas Klysman teve dupla oportunidade para fazer o gosto ao pé. Primeiro, permitiu a defesa apertada de Rodolfo, depois não acreditou e disparou ao lado da baliza adversária.

Já perto do intervalo, Bruny Almeida voltou a surgir na cara do guarda-redes da formação de Sintra, mas a investida voltou a sair fracassada.

Hugo Pina fez o único golo do encontro
Fonte: Lourenço Graça

Na segunda-parte, a turma sintrense procurou ter mais bola e assumir a partida, mas não teve resultados práticos no momento da finalização. A equipa de Loures conseguiu ter sempre o controlo das ofensivas do SU Sintrense e só com a expulsão de Amadu Ture, por insultos ao árbitro da partida, é que se assistiu a uma inversão da tendência do jogo.

Após o cartão vermelho, o GS Loures passou a jogar em contra-ataque, mas nem por isso deixou de ameaçar a equipa de Sintra. Já a formação comandada por Tiago Zorro nunca mudou os princípios de jogo apresentados desde o início da partida e acabou por não conseguir criar perigo para a baliza adversária.

Os processos foram sempre denunciados e a criação de jogo a partir da defesa tardou em evoluir para a criação de lances de perigo para a baliza de Filipe Leão. Só perto do final da partida, e recorrendo a um estilo de jogo mais direto, é que a equipa do SU Sintrense se aproximou da baliza adversária.

A ação do jogo ganhou intensidade já em período de compensação, altura em que a equipa da casa mudou o “chip” e passou a jogar mais com o coração do que com a cabeça. Diogo Pires, de meia-distância, fez a primeira ameaça aos 90+2′, mas o remate saiu ao lado. O aviso estava dado e foi já fora de horas que se deu o momento de festa no Estádio do Sport União Sintrense. Um livre direto à entrada da área executado de forma exímia por Hugo Pina acabou por decidir uma partida que parecia condenada ao empate a zero.

Sem ter criado muitos lances de perigo, o SU Sintrense acabou por sorrir no final da partida e consegue assim manter-se na luta pelos primeiros lugares da série C, com um resultado melhor do que a exibição.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

SU Sintrense: Rodolfo, Fábio Pala, Kiki Ballack, Serginho, Michel, Hugo Pina, Bob (Adrián Golpe, 73), Diogo Pires, Leonel Alves, Rodrigo Parreira (Gao, 86) e Didi (Edu Pinheiro, 86)

GS Loures: Filipe Leão, Filipe Gaspar, Bruny Almeida, Rúben Freire, Gonçalo Silva (Mauro Andrade, 90+2′), Amadu Ture, Jorge Gonzalez (Marcos Dias, 90′), Adilson Semedo, Patas Moreno, Fábio Marinheiro e Lucas Klysman (Edson, 83)

Anterior1 de 3Próximo

Comentários