Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Futebol Nacional

O Vitória Futebol Clube é um dos clubes com mais histórias no futebol português. Com 3 Taças de Portugal e uma Taça da Liga no seu museu, e prestações dignas no campeonato e nas competições europeias, sendo também um clube com uma forte ligação ao seu povo, aos seus sócios e adeptos.

No entanto, nos últimos anos tem sido frequente ver o Vitória a realizar épocas de sobressaltos, com constantes fugas à despromoção. Apesar das grandes limitações financeiras que assolam o clube há anos, o Vitória FC tem conseguido permanecer no convívio entre os grandes desde 2004/2005, muito graças à crença e ao espírito de sacrifício dos sadinos.

A época passada foi mais uma época complicada para os sadinos. Sob o comando técnico de Quim Machado, a equipa setubalense até realizou uma primeira volta positiva, mas na segunda, a equipa ressentiu-se da perda do seu goleador (Suk transferira-se para o FC Porto) e só conseguiu garantir a manutenção na última jornada, terminando o campeonato num aflito 15º lugar.

De modo a evitar mais aflições, o presidente Fernando Oliveira apostou no regresso de José Couceiro para levar a equipa a voos mais altos. O técnico lisboeta iria então fazer a sua terceira estadia no Vitória de Setúbal, até porque a este estão associadas algumas das melhores épocas do clube sadino neste século.

Na primeira em 2004/2005, realizou uma primeira volta sensacional que valeu a sua transferência para o FC Porto a meio da época, levando o Vitória FC a marcar presença nos lugares cimeiros da tabela classificativa e formou as bases da equipa que conquistaria a final da Taça de Portugal no final da época. Regressaria à cidade do Sado no decorrer do campeonato 2013/2014, substituindo José Mota após a sétima jornada com o clube na penúltima posição, conseguindo fazer crescer a equipa, com esta a terminar o campeonato num tranquilo sétimo lugar.

Foi no vitória de Setúbal que José Couceiro foi mais bem sucedido na carreira Fonte: Vitória Futebol Clube
Foi no vitória de Setúbal que José Couceiro foi mais bem sucedido na carreira
Fonte: Vitória FC

Na terceira estadia do ex-treinador do Sporting CP, as coisas também parecem remar a favor da maré, com o clube sadino a ocupar neste momento o oitavo lugar (em igualdade pontual com o Boavista FC) e a praticar um futebol positivo que agrada os adeptos, mas sabendo também jogar em contenção quando necessário, como se viu por exemplo nas recepções ao FC Porto e ao SL Benfica. Conseguiu também o apuramento para a Final Four da Taça da Liga.

Época após época, o plantel do Vitória de Setúbal é sempre um dos mais nacionais do campeonato. E de certa forma, as limitações financeiras do clube contribuem para isso. A nível da política de jogadores, o Vitória FC é um clube que se mantém fiel à sua tradição de apostar e valorizar o produto nacional, doseando a aposta na juventude (sejam formados no clube ou emprestados por algum dos grandes), com a contratação de jogadores oriundos de divisões inferiores, tais como Costinha, Vasco Costa e João Amaral.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários