ÚLTIMA HORA:

O Futebol Feminino na primeira pessoa – Entrevista a Joana Flores

BnR: Até agora, qual o momento mais alto da tua careira?

JF: Têm sido muitos os bons momentos, mas posso destacar a final da Taça de Portugal na época anterior. Só conseguimos vencer após 114 minutos, após um grande esforço por parte de toda a equipa.

BnR: Quais as maiores dificuldades que uma jogadora de futebol atravessa ao longo da sua carreira?

JF: Conciliar os treinos com o trabalho, pois o facto de não sermos nem sequer semiprofissionais torna tudo mais difícil.

BnR: Consideras que o futebol feminino tem o devido reconhecimento em Portugal?

JF: Infelizmente, o desporto em Portugal passa muito pelo futebol masculino, embora já se comece a dar mais importância ao sexo oposto. Vamos conquistando o nosso espaço e, um dia, teremos ainda mais influência. É necessário que os clubes de renome apostem mais no futebol feminino.

BnR: E no resto do mundo?

JF: A disparidade não será tão notória, pois em muitos outros países as equipas e seleções são muito mais apoiadas em termos monetários.

BnR: Como achas que se deve promover o futebol feminino entre o público em geral?

JF: A transmissão televisiva dos jogos da futura liga de elite e a entrada/aposta dos clubes com peso em Portugal seria e é um ótimo presságio e desenvolverá o futebol feminino em Portugal.

BnR: Acreditas que a ideia preconcebida de que o futebol deve ser jogado por homens algum dia vai desaparecer? Como?

JF: Essa ideia está a perder-se aos poucos. Com o tempo, as pessoas, em geral, irão dar a mão à palmatória, pois o desporto é para todos.

BnR: Achas que o futebol feminino pode ser profissionalizado em breve no nosso país? O que falta para que tal aconteça?

JF: Como já falei anteriormente, só com o apoio dos grandes clubes é que será possível chegar à profissionalização, pois é difícil os clubes pequenos terem verbas para dar às jogadoras.

Foto de Capa: Facebook de Joana Flores

Componente 5 – 1 (1)

O Gonçalo tem um gosto tremendo pela escrita e pela atualidade desportiva. Deixa para a lenda do futebol britânico Bill Shankly a árdua tarefa de descrever a paixão que nutre pelo desporto rei: “Algumas pessoas acreditam que o futebol é uma questão de vida ou de morte. Estou muito desiludido com essa atitude. Garanto que é muito, muito mais do que isso”.                                                                                                                                                 O Gonçalo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Gonçalo tem um gosto tremendo pela escrita e pela atualidade desportiva. Deixa para a lenda do futebol britânico Bill Shankly a árdua tarefa de descrever a paixão que nutre pelo desporto rei: “Algumas pessoas acreditam que o futebol é uma questão de vida ou de morte. Estou muito desiludido com essa atitude. Garanto que é muito, muito mais do que isso”.                                                                                                                                                 O Gonçalo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA