5.

Susana Cova (Sporting CP) – Figura neste top não tanto pelos resultados desportivos conseguidos esta temporada mas pelo que conseguiu acrescentar à equipa leonina. O Sporting CP ocupava antes da paragem o segundo lugar do campeonato mas já estava eliminado da Taça de Portugal e da Taça da Liga (ambas pelo SC Braga) mas a mudança de paradigma foi notória. Susana Cova, mantendo uma base experiente e de seleção nacional, promoveu várias jovens jogadoras portuguesas ao plantel principal e que paulatinamente vinham sendo aposta recorrente. A aposta sem medo no valor nacional merece ser realçada, num Sporting que continuará certamente a ombrear pelo domínio no futebol feminino português.