A equipa de futebol feminino do SL Benfica está prestes a partir para a nova época com o objetivo de dar continuidade ao ciclo vitorioso que foi construindo ao longo da sua curta história.

Na sua última temporada, a equipa encarnada conquistou o primeiro campeonato nacional da sua história com uma vitória em casa do maior rival no jogo decisivo, mas a ambição daquela equipa ia mais além. Segundo a treinadora, Filipa Patão, o SL Benfica deveria chegar a um nível mais elevado e atingir um outro patamar na Europa.

Para esta nova época, a equipa não fez grandes alterações no plantel, saindo jogadoras que já pouco acrescentavam à equipa e reforçando-se com jogadoras jovens a fim de dar mais profundidade ao plantel.

A saída mais relevante acabou por se dar ainda antes do término da temporada passada. A capitã Darlene Souza contraiu uma lesão grave ainda no início da época passada, sendo que nunca mais recuperou um lugar na equipa, também por mérito das grandes exibições de Nycole e Cloé Lacasse. Ainda assim, tem um lugar na história do SL Benfica, com um registo de 137 golos marcados em 61 jogos.

Anúncio Publicitário

Dani Nehaus foi outra das jogadoras da primeira equipa a deixar o clube. A guarda-redes internacional brasileira nunca convenceu os adeptos encarnados e acabou por perder definitivamente a titularidade após a chegada de Letícia Izidoro. Irá agora abraçar um novo desafio em Portugal, ao serviço do FC Famalicão.

Entre as restantes, destacam-se as saídas de Jolina Amani, Evy Pereira, Jassie Vasconcelos e Mariana Dantas.

Em relação a chegadas, a primeira foi a de Maria Negrão, uma jovem de apenas 17 anos que foi uma das grandes revelações da época passada ao serviço do FC Famalicão. Destaque ainda para a contratação da avançada Valéria Cantuário, internacional sub-20 canarinha, que chega ao SL Benfica após duas épocas em Espanha.

Destaque ainda para a integração das jovens Adriana Rocha, Carolina Correia, Daniela Santos, Madalina Tatar e Lara Pintassilgo, jogadoras que fizeram formação no SL Benfica e que regressam ao clube encarnado depois de na última temporada terem estado emprestadas ao SF Damaiense.

O coletivo orientado por Filipa Patão já iniciou oficialmente a temporada, tendo disputado a pré-eliminatória da Champions e derrotado o Kyriat Gat por 4-0 e o Racing FC por 7-0, partindo para a Supertaça, a realizar-se hoje, frente ao Sporting CP já com andamento competitivo.

A equipa de futebol feminino do Sport Lisboa e Benfica terá mais uma época árdua pela frente, tendo que enfrentar adversários muito fortes como o Sporting CP, o SC Braga e o FC Famalicão, clubes que mudaram de treinador e fizeram muitas alterações nos respetivos plantéis, mas que continuam a ter equipas muito competitivas e com ambições renovadas. E como diz o ditado, é difícil chegar ao topo, mas é muito mais difícil ficar lá em cima.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome