Anterior1 de 3Próximo

Uma noite de glamour, festa e, com muito futebol, futsal e futebol de praia à mistura: o Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, foi o palco da gala “Quinas de Ouro 2019”. Conhecida como a noite “Óscares do Futebol Português” cujo principal era premiar as/os atletas, treinadores/as e equipas que mais se destacaram nas modalidades acima referidas durante a época transata.

Uma autêntica parada de estrelas passaram inicialmente pela “passadeira negra”. Nomes como Bernardo Silva (Manchester City), Renato Sanches (Lille), Diogo Jota e Rúben Neves (Wolverhampton). Passando por Ricardinho (Inter Movistar FS) e Jordan (SC Braga), sem esquecer também de Ana Catarina e Fifó (SL Benfica). Marcaram presença diversas personalidades da área do futebol e não só no evento organizado pela FPF, em conjunto com a Associação Nacional dos Treinadores de Futebol e o Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol.

Fonte: João Barbosa/Bola na Rede

A gala começou com um incentivo contra a violência no futebol de formação, com um vídeo feito com pequenos jogadores/as e com os seus pais. “#DeixaJogar” é uma grande iniciativa para começar a implementar valores importantes na formação humana e desportiva, como o fair-play e respeito pelo adversário.

Começámos com o Prémio Quinas de Platina, que já não era atribuído desde 2014 – atribuído a Eusébio da Silva Ferreira. Mas a distinção também ficou muito bem entregue, pois foi para Fernando Santos, treinador da Seleção A de Portugal. O prémio foi entregue pelo neto do selecionador nacional que foi distinguido pela FPF com o seu enorme trabalho feito na Seleção principal do nosso país.

Anúncio Publicitário

Em seguida, foi entregue o Prémio Vasco da Gama, que distingue as equipas portugueses pelas conquistas além fronteiras: os vencedores foram a equipa de Fustal Masculino do Sporting CP, a equipa de Futebol de Praia do SC Braga e a equipa sub-19 de Futebol do FC Porto. Os leões venceram a UEFA Futsal Champions League, os bracarenses foram Campeões Europeus e Mundiais e os jovens portistas ergueram pela primeira vez a UEFA Youth League.

Após a entrega desses dois prémios, foi dado o “pontapé de saída” para a atribuição dos restantes galardões, e, obviamente, havia curiosidade para saber quem iria subir ao palco para receber as distinções, após uma votação em que adeptos, jogadores e treinadores tiveram o poder de decisão na eleição dos/as vencedores/as.

Com o evento a não ser só marcado por desporto, ainda houve tempo para se ouvir artistas da música portuguesa, como Cuca Roseta e Plutónio.

Tempo ainda para outro prémio exclusivo do órgão máximo do Futebol em Portugal. Falamos do Prémio Prestígio, que foi entregue por Fernando Gomes, o presidente da FPF, ao Professor Jesualdo Ferreira. Um treinador com uma vasta história no futebol português e que acabou por receber este prémio da FPF, 45 anos depois de entrar na instituição para se tornar treinador de futebol.

O grande prémio da noite foi entregue ao Cristiano Ronaldo, de Melhor Jogador, e o capitão da seleção portuguesa foi inicialmente surpreendido por um vídeo de felicitações por parte de Alex Ferguson, antigo treinador dos seus tempos no Manchester United. O jogador da Juventus FC voltou a enaltecer que foi um ano complicado a nível pessoal pelo facto de ter mudado de país. Não foi esquecida também a conquista da primeira Liga das Nações por Portugal e acrescentou que «não foi uma conquista fácil».

Em seguida, temos a lista com os premiados da noite nesta Gala das “Quinas de Ouro” 2019:

Anterior1 de 3Próximo

Comentários