liga europa

Na Polónia, o Belenenses era o terceiro clube português a entrar em acção. Depois da goleada sofrida na Luz, este era um bom jogo para voltar às boas exibições e conseguir a primeira vitória. Do outro estava o campeão polaco, longe dos seus melhores dias. Os polacos estão em crise, com um inicio de campeonato para esquecer, estando nos últimos lugares. Sá Pinto passou uma clara imagem de confiança nos seus jogadores ao apostar praticamente no mesmo 11 que perdeu na Luz. Destaque para a estreia de Luís Leal.

Mesmo com a goleada ainda a pesar e jogando fora, o Belenenses não se desinibiu e jogou de igual para igual. Mais bola e concentração defensiva era a receita ideal para o Belenenses fosse melhor na primeira parte. Por duas vezes os portugueses iam gelando o estádio do Lech. Primeiro Miguel Rosa a atirar ao poste e depois Luís Leal ao lado mostraram que o Belenenses estava bem e estava ali para jogar sem medo. A nível defensivo, a equipa mostrou que a goleada na Luz foi um dia mau, mantendo-se concentrada, sem nunca dar espaços a um Lech que não tinha ideias para construir jogadas de verdadeiro perigo.

Anúncio Publicitário

Ao intervalo, não era surpreendente se fosse o Belenenses a vencer este jogo frente a um Lech que ainda se mostra muito intranquilo pelo mau arranque de temporada.

Ventura foi decisivo Fonte: Facebook do Belenenses
Ventura foi decisivo
Fonte: Facebook do Belenenses

Mas mesmo assim o intervalo não teve o resultado esperado no Lech. Os polacos voltaram a entrar passivos e era o Belenenses que continuava a ditar as regras de jogo. Desta vez o poste negou a Carlos Martins o golo. Terá sido o mote para o Lech despertar. A partir deste lance, os polacos assumiram a despesa do jogo e obrigaram o Belenenses a descer no terreno. E ai apareceu um novo herói. Ventura, já muitas vezes criticado esta época, efectuou um par de defesas que salvou o Belenenses de uma derrota injusta. E o Belenenses só se pode queixar de si mesmo. Já no final, duas grandes oportunidades desperdiçadas impediram os homens de Sá Pinto de sair com uma vitória que não era totalmente injusta.

No final, um ponto bastante merecido e uma certeza, o Belenenses não é inferior ao Lech. A vitória poderia ter ficado bem a um Belém que aos poucos vai crescendo como equipa.

A Figura:

Ventura – Quando a equipa falhou ele esteve lá. Com um par de grandes defesas, o guarda-redes foi crucial para que o empate se mantivesse no pior período da equipa.

O Fora-de-jogo:

Ineficácia do Belenenses – Foram duas bolas ao poste e uma série de oportunidades desperdiçadas. Apesar de ter sido mais perigoso, o Belenenses não pode falhar tantas vezes, especialmente na Liga Europa

Foto de capa: Facebook do Lech Poznan