futebol nacional cabeçalho

Emblema do Gil Vicente. www.gilvicentefc.pt
Emblema do Gil Vicente. www.gilvicentefc.pt

O Gil Vicente é a equipa sensação deste arranque de Liga Zon Sagres. Como se o facto de o ser não fosse suficiente, a equipa de Barcelos está a ter o seu melhor arranque de sempre. Está em 4º lugar, tem 14 pontos e encontra-se nos lugares que dão acesso à Liga Europa.

Gil Vicente Futebol Clube, fundado em 1924, não foi o primeiro clube de Barcelos, mas atualmente é o mais representativo.

A sua primeira aparição na 1ª liga do futebol português remonta à época de 1990/1991 e só nesse ano de estreia o clube conseguiu um registo quase tão impressionante como o da atual época. Em 90/91 os gilistas, com os mesmos oito jogos, estavam no 6º lugar, com 12 pontos.

Nesta 16ª presença no principal escalão do futebol nacional, os gilistas rejeitam de imediato que os lugares de acesso à Liga Europa sejam um objectivo; tanto o presidente, António Fiusa, como o treinador, João de Deus, afirmam que a Liga Europa não é uma pretensão do clube.

Anúncio Publicitário

Mas falemos de números: o Gil Vicente está, como já foi referido, no 4º lugar da tabela classificativa da Liga Zon Sagres, com 14 pontos, dez golos marcados e oito sofridos. Para a Taça de Portugal goleou o Caldas por 5-0 e para a Taça da Liga empatou 0-0 diante do Moreirense, na 1ª mão da 1ª eliminatória.

As únicas derrotas da época são contra dois ‘’grandes’’ de Portugal, Porto e Benfica.

O treinador, João de Deus, veio substituir o antigo técnico, Paulo Alves, que havia comandado os gilistas nas últimas quatro épocas – uma das quais, concretamente a de 2010/2011, coincidiu com o título de campeão da 2ª Liga.

Uma herança que à partida poderia parecer pesada, mas João de Deus já mostrou não acusar qualquer pressão e até está a fazer mais do que se podia esperar de um Gil Vicente muito renovado.

Na equipa de Barcelos entraram 14 novos elementos, ou 15, se quisermos contar com Dramam, que foi a aquisição mais sonante da época mas que acabou por se revelar um enorme flop e foi rapidamente dispensado pelo técnico natural de Setúbal. Com 36 anos, João de Deus pegou em 11 jogadores que transitaram da época anterior e conseguiu entrosá-los com os novos 14 que foram contratados.

As figuras centrais dos Galos de Barcelos têm sido Bruno Moraes e João Vilela; contudo, o brasileiro Moraes contraiu uma lesão no joelho e vai enfrentar uma paragem de seis meses. Nos dez jogos oficiais, Vilela marcou por cinco vezes e é o melhor marcador da equipa. A base da equipa centra-se na defesa experiente, apesar de ter alguns elementos jovens. Apenas por duas vezes, para o campeonato, o Gil Vicente não apresentou a seguinte turma defensiva: na baliza, Adriano; o quarteto defensivo com Gabriel, Halisson, Danielson e Luís Martins. 27 anos é a média de idades desta defesa, que destoa dos 24 do plantel. João de Deus apresenta uma defesa forte, estruturada e experiente, com um meio campo jovem e irreverente e um ataque ambicioso, completamente renovado da época passada. “Até onde poderá ir este Gil Vicente?” é a pergunta que todos fazem. Os próximos testes são de fogo e podem provar ou reprovar o verdadeiro valor dos gilistas. Guimarães e Marítimo são os próximos adversários. Equipas de peso com ambições na Liga Europa; veremos se o Galo continua a cantar bem alto ou se perde o pio e cai na tabela classificativa.