1.

Fonte: FC Porto

FC Porto 3-1 FC Bayern de Munique (2014/15) – Por último, sem dúvida, uma das vitórias mais marcantes da história recente do clube. Na primeira mão dos quartos de final da Champions, o FC Porto de Lopetegui recebia o “tubarão” Bayern de Munique, orientado por Pep Guardiola. O jogo começou da melhor maneira para a equipa da casa: dois golos em menos de dez minutos, ambos da autoria de Ricardo Quaresma, colocavam um Dragão a rebentar pelas costuras em delírio. Ainda antes do intervalo, os bávaros, através do espanhol Thiago Alcântara, chegavam ao 2-1, num raro momento de desconcentração da defensiva azul e branca. Se pudemos dizer que foram raras as falhas da defensiva do FC Porto, o mesmo não pode ser dito da defesa contrária. Como se não bastasse as falhas que originaram o primeiro e segundo golos dos portugueses, uma abordagem deficiente de Jérôme Boateng permitiria que Jackson Martínez se isolasse, deixasse Neuer no relvado, e atirasse para o fundo das redes. Era uma noite de sonho para toda uma nação azul e branca. Quem viu, viu; quem não viu, apenas poderá ouvir histórias daquela memorável tarde de abril de 2015.

Foto de Capa: UEFA

Artigo revisto por Diogo Teixeira