Anterior1 de 7Próximo

É o sonho de qualquer adepto, mas a história diz que a aposta exclusiva na formação como alimento único do plantel principal não é, de todo, sinónimo de vitórias. A mescla de experiência e juventude sim, é outro assunto.

No caso do FC Porto, são poucos os casos de sucesso no que à ingressão no plantel principal a partir do Olival diz respeito. Porém, o futuro passará, invariavelmente, por aí. Nomes como Diogo Costa, Diogo Leite, Diogo Queirós, Jorge Fernandes, Romário Baró ou Madi Queta são já certezas e outros vão-lhes seguindo as pisadas.

Anterior1 de 7Próximo

Comentários