hic sunt dracones

Em condições normais vamos ser campeões. E em condições anormais, também vamos ser campeões.” – Quem não se recorda da famosa frase de José Mourinho proferida a 20 de fevereiro de 2003? O FC Porto de José Mourinho, perante tal vaticínio, acabou mesmo por ser campeão com 11 pontos de avanço sobre o segundo classificado.

Arrogância de um “Special One” Fonte: ceroacero.es
Arrogância de um “Special One”
Fonte: ceroacero.es

Ora, o grande clássico contra os “encarnados” já lá vai mas nada me faz esquecer o respeito com que a equipa de Lopetegui entrou para este jogo. Tenho saudades do meu FC Porto arrogante, sabem? Podia perder um jogo aqui ou ali, podia perder um título acolá… mas a arrogância estava lá sempre. Nós somos melhores e sabemos que somos melhores. E vocês, na nossa casa, “baixam a bolinha”.

Sempre foi assim até há bem pouco tempo. Surgiu um vídeo pelo Facebook onde os adeptos do Benfica cantavam, antes do clássico, que “domingo é para ganhar”. Tenho saudades daqueles tempos em que os adeptos benfiquistas desejavam perder por poucos quando o Benfica se deslocava até ao Estádio do Dragão.

Não percebo o porquê de tanto respeito. Tanto medo. Tanto receio e tanto respeito pelos adversários. Estou longe de pedir zaragatas, mau futebol ou até algum pugilismo. Aliás, para mim o Diego Costa parava de jogar durante meia época para ver se aprendia. Gosto do futebol bonito. Mas também gosto de ser arrogante! Às vezes nem somos os melhores mas só o acreditar que somos catapulta-nos para exibições memoráveis. Onde é que se perdeu esta veemência, este acreditar de que se é o melhor?

Que se vejam e revejam os festejos de André André após o golo Fonte: FC Porto
Que se vejam e revejam os festejos de André André após o golo
Fonte: FC Porto

Ser do Futebol Clube do Porto é ser do melhor clube português. Ponto! Acabou! E quem não se achar o melhor tem sempre a porta aberta para ir embora. Se vens para o FC Porto vens para ser campeão. E não podes pensar em nada menos do que isso. O objetivo mínimo é ser campeão. O máximo é ser campeão. Ano após ano. Época após época. Conquista após conquista.

A arrogância dos melhores vive da ausência de dúvidas. Os melhores não duvidam que são os melhores. E acreditam tanto nisso que o demonstram em campo. Também falham, é certo. Mas apenas porque os planetas se alinharam e as estrelas também e, por acaso, o adversário se enganou. É simples. E se for preciso sofrer para ser o melhor, aprendemos a sofrer. Se for preciso ter sorte para ser o melhor, aprendemos a ter sorte. Se for preciso perder para ser o melhor, aprendemos a perder. Mas ninguém nos tira a razão: somos mesmo os melhores.

É por isso que é tão especial vestir de azul-e-branco. E se houver quem nos chame arrogantes, prepotentes ou insolentes… que chamem! É bom que sintam inveja por todo o historial e por todas as conquistas. Pela competência, pela paixão, pela ambição e pelo rigor. Somos o Futebol Clube do Porto, vestimos de azul-e-branco e pretendemos dominar o futebol português durante muitos mais anos.

Foto de Capa: UEFA

Comentários