logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

FC Porto

A questão Central | FC Porto

O FC Porto joga melhor do que no ano passado. É líder isolado do campeonato, está em vantagem nas meias finais da Taça de Portugal, ainda não conheceu o sabor da derrota na Liga portuguesa. No entanto, há uma questão central.

A equipa joga melhor fundamentalmente através dos setores do meio campo e ataque. Reforços que demonstraram ser de peso, como Vitinha, Fábio Vieira, juntam-se a jogadores que estão num melhor nível na presente temporada. Evanilson é um jogador bem mais completo, assim como Otávio tem apresentado exibições notáveis.

A nível interno, dá para o gasto. Mas, sobretudo nas competições europeias onde, teoricamente, os adversários são mais competitivos, revelam-se as fraquezas no setor defensivo.

Nas laterais existem debilidades, mais no lado esquerdo. Zaidu não é propriamente o lateral esquerdo mais tecnicista nem habilidoso, tanto a nível ofensivo, com cruzamentos para a área, como defensivo, a fechar o corredor. Na direita, João Mário tem dificuldades sempre que encontra um jogador mais possante e confortável no um para um.

Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

A dupla de centrais vai dando conta do recado, ainda que por algumas vezes também não esteja isenta de culpas. Pepe e Mbemba têm-se revelado uma das melhores duplas em Portugal.

O grande problema é que as coisas boas não duram para sempre. Pepe tem 39 anos e, apesar de estar aí para as curvas, a verdade é que tem tido algumas lesões que o retiram de competição durante alguns jogos. Também deverá querer terminar a carreira, entretanto. Mbemba tem mercado. O central congolês tem sido destaque da defesa no campeonato e o mais provável é sair no próximo mercado de verão.

Fábio Cardoso chegou no início da época. Oriundo do Santa Clara, o central português foi tendo a sua oportunidade e não desapontou, muito. É certo que na maioria dos jogos não teve muito trabalho a nível defensivo, e quando a equipa não perde jogos, a defesa não é alvo de críticas.

A verdade é que Fábio Cardoso precisa de melhorar muito para se tornar um central titular do FC Porto. Posição e velocidade são as principais lacunas do português, que tem um bom físico e é forte nas alturas. Acredito que com os bons professores que tem no clube, como Pepe e mesmo Mbemba, o português consiga melhorar os seus atributos.

Mais recentemente, no mercado de Inverno, o FC Porto reforçou-se na zona central da defesa, com Rúben Semedo. O defesa português é bom central, tem excelentes atributos, é rápido e ágil, mas encontrava-se numa situação profissional e pessoal que não era a ideal.

Quando chegou, fez jogos na equipa B para ganhar rotinas e ritmo de jogo, mas mesmo assim tardou em afirmar-se no conjunto azul e branco. O primeiro jogo que faz de dragão ao peito é na primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, frente ao Olympique Lyonnais, onde até nem jogou mal, face à oposição de Dembelé e Paquetá, no corredor central.

Central
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

A confirmar-se o adeus de Mbemba do FC Porto, é preciso perceber qual o jogador que está mais preparado para fazer dupla com Pepe. A meu ver, neste momento, é Fábio Cardoso. Tem mais tempo de jogo, não se tem mostrado muito mal, a nível interno, e tem muito progresso pela frente.

Mas, se Rúben Semedo recuperar a sua capacidade mental, poderá mostrar o nível que já mostrou em tempos, sendo até chamado à Seleção Nacional.

De qualquer forma, parece-me evidente a necessidade do FC Porto ir ao mercado para reforçar o setor central.

Artigo de opinião da autoria de Francisco Macedo Amaral.

Artigo revisto por Joana Mendes

O Francisco é recém licenciado em Jornalismo e Comunicação e tem a paixão do jornalismo desportivo. Fim de semana perfeito é estar no sofá a ver tardadas de futebol. Gosta ainda de jogar e ver cinema.

O Francisco é recém licenciado em Jornalismo e Comunicação e tem a paixão do jornalismo desportivo. Fim de semana perfeito é estar no sofá a ver tardadas de futebol. Gosta ainda de jogar e ver cinema.

FC PORTO vs CD TONDELA