Anúncio Publicitário

Chegou finalmente o defesa esquerdo que Sérgio Conceição tanto ansiava. Jorge foi a solução encontrada pela estrutura portista para suprir uma fragilidade do plantel e, na minha opinião, uma solução de excelente qualidade.

O lateral esquerdo brasileiro de 22 anos, chega à Invicta por empréstimo do AS Mónaco, tendo os dragões opção de compra no final da presente temporada. O valor da opção de compra não foi revelado mas, ao que o Bola na Rede conseguiu apurar, o valor rondará os oito milhões de euros. Na época passada, o defesa realizou 27 jogos, nos quais apontou um golo e fez quatro assistências.

Anúncio Publicitário

Jorge ganhou destaque ao serviço do CR Flamengo, tendo sido eleito o melhor lateral esquerdo do Campeonato Brasileiro em 2016. Este destaque levou o AS Mónaco a pagar 8,5 milhões de euros para garantir a sua contratação. O lateral conta ainda com uma internacionalização pela seleção brasileira, sendo que ao serviço dos Sub 20 sagrou-se vice-campeão do Mundo em 2015, numa seleção onde também estava João Pedro. No seu currículo tem ainda a conquista de uma Liga Francesa em 2017.

Esta paragem do Campeonato é benéfica para a integração de Jorge
Fonte: FC Porto

Depois da saída de Layún e Diogo Dalot que na época passada foram as alternativas a Alex Telles, é pertinente encontrar uma solução para o lado esquerdo da defesa portista. Jorge é um defesa de boa qualidade técnica, em excelentes condições físicas que consegue dar muita profundidade no seu corredor, ainda jovem e com muita margem de progressão. Estrategicamente a solução encontrada é muito interessante, visto que Jorge vai ter uma época para se ambientar ao clube, crescer na sombra de Alex Telles e preparar a possível venda deste no final da época.

Gostava de destacar o scouting feito no “mercado” dos jogadores brasileiros. Acredito que Jorge já estava referenciado desde o tempo que representava o CR Flamengo. As contratações de Felipe, Alex Telles, Éder Militão e do próprio João Pedro (que tem potencial) são um sinal que o mercado brasileiro está bem “trabalhado” pelo FC Porto.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

 

Anúncio Publicitário