Ao que tudo indica, o lateral-esquerdo Diego Laxalt, de 28 anos, está a ser sondado pelos dragões. Após ter sido emprestado aos escoceses do Celtic FC durante esta época, 2020/21, o defesa uruguaio está de regresso ao AC Milan, clube que detém os seus direitos. Para além do FC Porto, consigna-se que o Besiktas JK está atento ao lateral do AC Milan, que, aparentemente, não consta nos planos do treinador do clube italiano, Stefano Pioli.

Não é segredo para ninguém, tampouco para os adeptos portistas, que o FC Porto carece de novos laterais no seu plantel. Uma equipa que já contou com grandes nomes nas suas laterais nos últimos anos, não tem acertado nas contratações que efetua para assumir estas posições. João Pedro, Renzo Saraiva e Saidy Janko são alguns dos casos que validam esta afirmação: ao todo, estes três jogadores juntos, somaram nove jogos oficiais pelos dragões, sendo emprestados a outros clubes posteriormente.

Anúncio Publicitário

Se formos observar o cenário atual do plantel portista, notamos que não temos um lateral que nos “enche os olhos”. Falando especificamente dos nossos laterais esquerdos, Zaidu e Manafá, são jogadores que não agradam à maioria da massa adepta portista, pelo facto de serem jogadores algo limitados para competições de alto nível, como a Liga dos Campeões, e para jogos de alto nível, como os clássicos frente ao SL Benfica e Sporting CP. Como costumamos dizer no bom dicionário futebolístico, “é curto!”. De facto, desde a saída de Alex Telles, existe um grande fosso na lateral esquerda dos dragões, algo que se notou ao longo da época com a inconstância de Zaidu.

Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Com isto, é importante que o FC Porto analise bem o mercado, tomando assim uma decisão acertada. Diego Laxalt é um lateral raçudo, “à sul-americano”, forte ofensivamente e equilibrado a nível defensivo. Caso Sérgio Conceição permaneça no comando dos azuis e brancos, este é um jogador que possui qualidades e características que, normalmente, costumam agradar ao treinador português.

Todavia, é importante salientar que o lateral uruguaio coleciona diversos empréstimos ao longo da sua carreira, sendo a maioria na Itália. No “velho continente”, Laxalt conta com passagens pelo FC Internazionale, Bologna FC 1909, Empoli FC, Genoa CFC, AC Milan, Torino FC e Celtic FC. O atleta, em oito temporadas, passou por sete clubes! Um número que, certamente, gera incerteza no que concerne à regularidade do jogador.

Não sabemos se o FC Porto deseja contar com Laxalt a título definitivo ou a título de empréstimo. Ainda que os seus números e inúmeras passagens por clubes sejam instáveis, o valor de mercado do atleta situa-se nos quatro milhões de euros, um valor acessível para os cofres dos dragões. Seria um bom reforço para os quadros do FC Porto? Acredito que sim, tendo em vista o nosso panorama atual: poucas opções, e, as que temos, são limitadas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome