fc porto cabeçalho

Depois de um longo interregno de escrita (por motivos universitários e desportivos) eis que volto “à carga” no BnR, desta feita com um assunto que desde o ano passado me tem deixado com a “pulga atrás da orelha”: José Ángel.

Quando o lateral esquerdo chegou ao Dragão, com um percurso imaculado pelas seleções jovens da poderosa máquina espanhola e passagens por clubes como Roma ou Real Sociedad, vi nele uma boa opção para a possível ausência de Alex Sandro, lateral de luxo que estaria em vias de sair.

Pois bem, grande foi a minha expetativa, grande foi a minha desilusão. Parafraseando o rapper português Valete numa música em alusão ao Sporting de Paulo Bento e concretamente sobre Pereirinha, Ángel é um “lateral vegetal: mal ataca, mal defende”… Contam-se pelos dedos de uma mão os cruzamentos que o espanhol consegue fazer chegar à área, e não existem mãos nem dedos que cheguem para contar os cruzamentos falhados, para fora ou intercetados muito antes sequer de entrar na área.

Erros atrás de erros. Por exemplo, os golos sofridos frente ao Borussia em casa, os dois golos sofridos com o Moreirense e os golos recentes do Arouca tiveram um denominador comum: mau posicionamento defensivo de Ángel. É incrível a facilidade com que o número 14 dos Dragões é ultrapassado pelos adversários e, pior, é o típico jogador que só vê a bola, deixando as costas livres para, se necessário, ir cortar um cruzamento à lateral oposta, deixando o seu lado completamente livre e sem ninguém, o que tem custado muitos golos. E poderíamos falar de muitas mais coisas negativas do jogador, que foi, de longe, a “prendinha” mais envenenada que Lopetegui deixou para Peseiro.

Ainda assim, penso que o atual timoneiro azul-e-branco (digo atual, pois a conferência de Villas-Boas no final do Zenit-Benfica, fazendo alusão ao seu portismo, foi o “assinar” de um contrato verbal com os Dragões, e assim o espero!), José Peseiro, depois de mostrar uma enorme coragem ao lançar Chidozie na equipa principal, tem agora medo de lançar o jovem Verdasca quando se vê limitado de centrais, desposicionando o melhor lateral da liga para o centro (Layun) e vendo-se obrigado a jogar com Ángel, que quanto a mim não tem lugar em 90% das equipas da primeira liga. Pior que tudo, o jovem Victor Garcia, que é de longe o melhor lateral da segunda liga portuguesa e tem feito excelentes jogos sempre que chamado ao plantel principal, pode perfeitamente jogar na ala esquerda! Enfim.

José Ángel nunca convenceu desde que chegou ao FC Porto Fonte: FC Porto
José Ángel nunca convenceu desde que chegou ao FC Porto
Fonte: FC Porto

Custa-me dizer mas… Este pobre (em termos futebolísticos) lateral esquerdo recorda-me flops como Sankaya, Areias, Stepanov, João Paulo, Ezequias ou Mário Silva, com a diferença de que todos (ou quase todos) os nomes que referenciei foram campeões, certamente não pelo fraco contributo que os mesmos deram…

Que saudades tenho do “bad boy” Fucile, do “loco” Álvaro Pereira ou do “certinho” Sapunaru… Até de Marek Cech! Isto para não falar dos enormes Danilo ou Alex Sandro, que tão criticado fui quando escrevi que bastaria saírem do Porto para Dunga olhar para eles e irem para a seleção canarinha ocupar os lugares dos velhotes Dani Alves e Marcelo… Quem diria, ein?

Sendo que este campeonato (mais uma vez liderado pelas vergonhosas arbitragens que constantemente puxam o mesmo clube para cima e afundam quem querem e convém) está praticamente decidido, é hora de começar a arrumar de vez a casa em péssimo estado deixada por Lopetegui e mandar embora jogadores como Casillas, Maicon, Indi, Marega, Varela e Evandro e perceber até que ponto compensa manter o “não larga a bola e só joga bem na Europa” Brahimi, Aboubakar ou Maxi Pereira… O plantel precisa de uma lavagem urgente, tão urgentemente quanto necessita de títulos…

Felizmente, o pesadelo “Ángel no Dragão” parece estar a chegar ao fim, pois tenho a informação (não revelarei fonte nem dou 100% de certezas) de que o lateral, sendo um pedido expresso de Lopetegui, será “despachado” no final da corrente temporada e o jovem Rafa, entretanto cedido à Académica, fará parte do plantel 16/17.

Vamos lá, presidente; é nestas alturas que a sua palavra é chave!

Foto de Capa: FC Porto

Comentários