De volta à rotina do campeonato | FC Famalicão x FC Porto

    Primeira Liga, 12.ª jornada: sábado, 18h00, 2 de dezembro de 2023

    ANTEVISÃO: REGRESSAR ÀS VITÓRIAS É O OBJETIVO DE PARTE A PARTE

    A época não está a ser totalmente convincente, os riscos são alguns e o período temporal em que este jogo se insere são, todos eles, condimentos com que o FC Porto se depara na ida a Vila Nova de Famalicão, para defrontar uma equipa em construção e com alguns bons momentos esta época. A serenidade de João Pedro Sousa e a eletricidade de Sérgio Conceição são características que, neste caso, encaixam na perfeição nas duas equipas. E o jogo promete.

    Veio de Barcelona, vai ao GD Estoril Praia a meio da semana, recebe o Casa Pia AC e o FK Shakhtar Donetsk, para a Liga dos Campeões, e, por fim, vai a Alvalade. Esta não é, ainda, uma fase decisiva da época para o FC Porto, mas muito do sucesso final também depende deste sucesso parcial. Há duas competições em jogo (Liga dos Campeões e Taça da Liga) e uma terceira que não pode nunca ser descurada, pois os dois rivais de Lisboa estão com mais três pontos.

    Poupanças no FC Porto? Impossível que Sérgio Conceição pense nisso. Mesmo que os portistas tenham ganho os últimos oito jogos ao Famalicão, não há conforto perante um adversário que tanta vez demonstra qualidade. João Mário é a grande dúvida, fomentada pelo próprio treinador (revelou que o internacional português não treinou, tal como Francisco Conceição), mas, de resto, a linha não será muito diferente do habitual, agora que volta a haver Pepe. Por outro lado, Samuel Portugal, Iván Marcano, Wendell e Gabriel Veron continuam lesionados.

    Para se bater de igual para igual (e a postura é para o fazer, seguramente), o Famalicão conta com uma casa que está sempre favorável aos visitados e com um futebol que prima pela qualidade. Uma vez mais, o Famalicão viu vários jogadores importantes saírem no mercado de verão, mas desta vez, ao contrário dos últimos anos, a equipa aproxima-se do Natal numa situação perfeitamente estável. De resto, apenas Otávio Ataíde está castigado por ter sido expulso na partida da Taça de Portugal, frente ao SL Benfica.

    10 DADOS RÁPIDOS

    1. Com oito golos sofridos, o FC Porto tem a melhor defesa desta edição do campeonato português.
    2. O FC Porto venceu nove dos 10 últimos jogos realizados fora de casa na Liga.
    3. Nos 21 últimos jogos realizados fora de casa no campeonato, o FC Porto só perdeu um.
    4. O FC Porto vem de uma derrota, depois de três vitórias consecutivas.
    5. Em casa, o FC Famalicão venceu três dos quatro últimos jogos.
    6. Nos cinco jogos realizados em casa esta época, o FC Famalicão só perdeu um.
    7. O FC Famalicão vem de uma derrota para a Taça de Portugal, no Estádio da Luz, depois de três jogos sem perder.
    8. Nos nove últimos jogos entre as duas equipas, ambas marcaram.
    9. A última vitória do FC Famalicão frente ao FC Porto foi em 2019/20 (2-1).
    10. Nos 10 últimos jogos entre as duas equipas, o FC Porto venceu nove.

    JOGADORES A TER EM CONTA

    Luiz Júnior
    Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

    Luiz Júnior – Eleito o melhor guarda-redes da Liga em outubro e novembro, o guardião brasileiro, que renovou recentemente com o Famalicão, é um projeto destinado ao topo que vem-se mostrando no Minho e que pode criar claras dificuldades ao ataque portista neste sábado.

    Evanilson com a camisola do FC Porto
    Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

    Evanilson – Realizou um bis frente ao CDC Montalegre e, apesar de não ter marcado em Barcelona, fez uma boa exibição, que poderia ter sido coroada com, pelo menos, um golo, não fosse a displicência de outros elementos do ataque azul e branco. Por isto tudo, e por ser o melhor marcador da equipa nesta temporada, com nove golos, será, provavelmente, a maior ameaça à baliza famalicense.

    XI´s PROVÁVEIS

    FC Famalicão: Luiz Júnior; Nathan Santos; Riccieli; Justin de Haas; Francisco Moura; Mirko Topić; Zaydou Youssouf; Gustavo Sá; Alex Dobre; Puma Rodríguez; Jhonder Cádiz

    Treinador: João Pedro Sousa

    «A grande incógnita é saber se vamos criar problemas a uma equipa como o Porto. Trabalhámos a nossa semana sobre o jogo, trabalhámos também sobre o que fizemos bem diante do Benfica. Hoje, focámo-nos um pouco no adversário para o jogo de amanhã. A nossa forma de jogar mantém-se, claro, embora condicionada pelo modelo de jogo do FC Porto e pelo que eles possam apresentar. (…) Temos uma soma de variáveis que podem causar problemas a qualquer equipa do campeonato. Mas tem tudo a ver com o que começámos a construir. Primeiro um plantel e só depois uma equipa. Depois, a base de construção de jogo, iniciando-se pelo processo defensivo, ofensivo e transições».

    FC Porto: Diogo Costa; João Mário; Pepe; David Carmo; Zaidu Sanusi; Alan Varela; Stephen Eustáquio; Pepê; Wenderson Galeno; Mehdi Taremi; Evanilson

    Treinador: Sérgio Conceição

    «É uma equipa positiva no jogo, e com isto não estou a criticar quem, estrategicamente, define que a equipa tem de estar mais recuada para haver mais espaço nas nossas costas, aproveitando o erro do adversário ou a velocidade dos avançados. Amanhã poderemos encontrar isto, mas não creio. O João [Pedro Sousa] não é um treinador que tire e mude a identidade do Famalicão. É uma equipa que respeita todos os momentos do jogo com qualidade e talvez seja das deslocações mais difíceis que vamos ter, não só pela qualidade do adversário mas pelo pouco tempo de recuperação e preparação. Não nos vamos agarrar a isso, no final do jogo não me vou desculpar com a falta de tempo, quem está num clube como o nosso tem de estar em todas as competições e ser competitivo dentro das mesmas. Cabe-nos definir a estratégia para que no final possamos estar satisfeitos».

    PREVISÃO DE RESULTADO: FC Famalicão 0-1 FC Porto

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Raul Saraiva
    Raul Saraiva
    Jovem entusiasta e curioso, o Raúl tem 18 anos e está prestes a ingressar na Universidade. O seu objetivo é fazer jornalismo, de preferência desportivo, até porque a sua paixão pelo desporto é infindável e inigualável. Desde pequeno que o desporto faz parte da sua vida. Adora ver, falar e escrever sobre futebol, nunca fugindo às táticas envolvidas no mesmo. O desporto-rei é, assim, a sua grande paixão e o seu refúgio para escapulir nos momentos em que a sua grave doença se faz sentir. Ainda assim, também se interessa bastante por NBA, futsal, hóquei em patins, andebol, voleibol e ténis. Acredita que se aprende diariamente e que, por isso, o desporto pode ser diferente. Escreve com acordo ortográfico.