Anúncio Publicitário

FC Porto procura regresso às vitórias no regresso ao Dragão

Na ressaca da derrota na Taça da Liga, os Dragões procuram afastar todos os demónios que o jogo de sábado trouxe. Foi mais uma derrota numa final da competição e, ainda mais significativo, pareceu o início do fim para Sérgio Conceição. O treinador pôs o seu lugar à disposição do presidente na flash interview e nem sequer apareceu na conferência de imprensa. Ainda que Pinto de Costa tenha mantido a confiança, Sérgio Conceição não terá grande espaço para manobras. É essencial para a continuidade do treinador que os próximos jogos acabem todos com os três pontos atribuídos ao FC Porto.

Anúncio Publicitário

Já pelo lado do Gil Vicente, esta pode muito bem ser um boa oportunidade de continuar com o seu excelente campeonato. A equipa que o ano passado estava a “competir” (os seus jogos nem contavam para a classificação) no Campeonato de Portugal e que nesta época teve virtualmente uma plantel novo está a exceder todas as expetativas ao comando de Vítor Oliveira. O “rei das subidas” tem neste momento a equipa no nono lugar do campeonato. Lembre-se que o Gil já ganhou ao FC Porto esta época, logo no primeiro jogo da época. Hoje, contra um Porto possivelmente fragilizado, a equipa de Barcelos deve certamente achar que consegue tirar algo do jogo.

COMO JOGARÁ O FC PORTO

Depois alguns jogos em que, por força da qualidade do adversário, não eram os Dragões a assumir o jogo por completo, hoje devemos já ver um FC Porto a dominar a posse de bola. Será também o regresso ao 4-4-2 predileto de Sérgio Conceição. Marega e Soares na frente, com Luis Diaz e Otávio pelas alas, sendo que este último atua sempre quase como um terceiro médio, deixando também o flanco aberto para as incursões de Corona e para as desmarcações de Marega. Será crucial que Otávio consiga encontrar o espaço entrelinhas atrás dos avançados de modo a conseguir servi-los com qualidade.

JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Soares – Numa altura em que a equipa não está propriamente a apresentar um bom futebol, Soares tem-se apresentado como um jogador muito importante. Também ele é capaz de fazer o jogo inteiro sem acrescentar muito ao ataque organizado do FC Porto, mas depois, na área, tem sido o único avançado dos Dragões que tem realmente letal, muitas vezes de cabeça. Antes do último jogo, Tiquinho tinha marcado em 6 jogos seguidos, registando 7 golos nesse período.

XI PROVÁVEL

4-4-2: Marchesin; Corona, Mbemba, Marcano, Telles; Otávio, Sérgio Oliveira, Uribe, Diaz; Marega e Soares.

COMO JOGARÁ O GIL VICENTE

O Gil Vicente tem, ao longo da época, sido uma equipa que procura defender bem e, quando recupera a bola, sair rápido para o contra-ataque. Contudo, com a contratação de inverno de Rúben Ribeiro, a equipa tem mostrado algum acrescento de critério ofensivo, como foi evidente no triunfo frente ao Belenenses SAD. Ainda assim, frente a um dos grandes, vamos ver um Gil a defender bem, com pouco espaço entrelinhas e a sair muitas vezes em contra-ataque, especialmente tendo em conta a lesão recente de Rúben Ribeiro. A criatividade de Kraev e de juntamente com a finalização de Sandro Lima serão chave nesta fase.

JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: Gil Vicente FC

Fernando Fonseca – o ainda jovem lateral direito português tem relançado a sua carreira em Barcelos. Tem sido um dos jogadores mais consistentes desde que assumiu a titularidade à 5ª jornada, e desde aí não saiu da equipa. No regresso ao Dragão, onde não chegou a jogar pelo FC Porto, será uma peça importante na tentativa de bloquear o poderio ofensivo de Díaz e Telles.

XI PROVÁVEL

4-3-3: Denis; Fernando Fonseca, Rodrigão, Rúben Fernandes, Henrique Gomes; Wiliam Soares, João Afonso, Kraev; Lourency, Yves Baraye e Sandro Lima.

Foto de capa: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Revisto por: Jorge Neves

 

Anúncio Publicitário