fc porto cabeçalho

Decorre a época 2017/2018 e, até ao momento, o FC Porto está a protagonizar um início de temporada, no mínimo, auspicioso.

Resta sensivelmente um mês e meio da parte da época relativa ao presente ano civil e antes da pausa natalícia vão jogar-se as primeiras decisões.

Na dia 17 de Novembro os comandados de Sérgio Conceição enfrentam o Portimonense no Estádio do Dragão numa partida referente à 4ª Eliminatória (decide-se a passagem aos oitavos-de-final) da Taça de Portugal. As grandes dificuldades residem em dois pontos fundamentais: Primeiro dizer que os alvinegros, orientados por Vítor Oliveira (uma velha raposa do nosso futebol), praticam um futebol entusiasmante e têm uma equipa com bastante qualidade (com Paulinho e Nakajima à cabeça). Depois importa realçar que é um jogo que sucede a uma pausa para seleções e que um plantel curto como o do FC Porto poderá sofrer as, por vezes nefastas, consequências do vírus FIFA.

Na menos importante mas sempre relevante competição do nosso futebol (Taça da Liga) também se avizinham jogos decisivos. No dia 29 deste mês o FC Porto desloca-se à Mata Real para defrontar o Paços de Ferreira de Petit e poucos dias antes do Natal recebe o exuberante Rio Ave de Miguel Cardoso. Depois do dececionante empate caseiro frente ao Leixões o FC Porto vê-se obrigado a vencer as derradeiras partidas do Grupo D sob pena de voltar a ficar pelo caminho precocemente como sucedeu na temporada transata. O primeiro dos dois jogos encerra o risco acrescido de anteceder (joga-se 3 dias antes) o Clássico entre FC Porto e Benfica referente à 13ª jornada da Liga NOS.

Anúncio Publicitário
Fonte: FC Porto
Fonte: FC Porto

No que concerne à mais importante prova de clubes a nível europeu (quiçá mundial), a UEFA Champions League, os azuis e brancos encontram-se em segundo lugar (com 6 pontos) do grupo G a 4 pontos do Besiktas e com 2 e 4 pontos de avanço sobre o Leipzig e Mónaco respetivamente. Restam duas jornadas e ainda tudo pode acontecer. Na próxima semana o FC Porto desloca-se à Turquia e no dia 6 de Dezembro (pouco dias após o Clássico) recebe o atual campeão francês. Dois jogos de grau de dificuldade elevadíssimo que separam os Dragões dos oitavos-de-final da competição e, mais importante, dos milhões referentes à participação nessa fase da prova.

Por fim, importa referir as quatro jornadas da Liga NOS que se vão jogar ainda em 2017. Receções a Benfica (1/12) e Marítimo (17/12) e deslocações à Vila das Aves (25/11) e a Setúbal (10/12). Quatro jogos fundamentais que podem começar a definir distâncias importantes sobre os mais diretos rivais e ter o condão de lançar o FC Porto para o título nacional.

Em suma, avizinha-se um ciclo infernal de jogos até à viragem de ano que pode ter uma enorme influência no resultado final da época do FC Porto. Cabe a Sérgio Conceição e a toda a estrutura técnica e, até, diretiva preparar a equipa física e mentalmente para todos estes desafios e aos adeptos continuarem a apoiar afincadamente a equipa para que este seja, finalmente, o ano do Dragão.

Foto de Capa: FC Porto