Apesar de coletivamente o FC Porto ter ficado aquém dos objetivos traçados no início de época, alguns jogadores do plantel de Sérgio Conceição evidenciaram-se pela positiva, sendo um deles Alex Telles.

O lateral-esquerdo brasileiro dos azuis e brancos partiu para uma época sem um substituto com as mesmas valências, mas desempenhou-se a um nível brilhante, tendo apenas falhado quatro jogos em toda a temporada: contra o Boavista FC para o campeonato, contra o Varzim SC para a Taça da Liga, contra o SC Vila Real, em que foi suplente não utilizado, e contra o SC Braga, na Taça de Portugal.

Com seis golos e 13 assistências, o lateral mostrou-se decisivo tanto no aspeto defensivo como ofensivo, sendo crucial na marcação de bolas paradas. De recordar, por exemplo, o jogo da segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, em que Telles selou a passagem portista com um golo de grande penalidade no prolongamento.

Alex Telles pode ter realizado o seu último jogo com a camisola portista na final da Taça de Portugal
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Sempre aguerrido e veloz, Alex Telles foi reconhecido por Tite, o selecionador canarinho, que o convocou e estreou no particular com o Panamá, no Estádio do Dragão, em março deste ano.

Um exemplo do peso do lateral portista na equipa azul e branca é o número de cruzamentos certeiros que este teve na Liga dos Campeões, 28, tornando-se, assim, o jogador com  maior destaque em toda a competição neste aspeto.

O brasileiro, que chegou ao FC Porto pela módica quantia (em relação ao que acrescentou ao clube) de 6,5 milhões de euros, figura no radar dos tubarões europeus, nomeadamente do Atlético Madrid, que, depois de vender Lucas Hernández ao Bayern Munique, procura reforçar a sua lateral esquerda.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários