A CRÓNICA:LUÍS DIAZ, O HOMEM QUE DEU ESPERANÇA À EQUIPA

O Bayer 04 Leverkusen recebeu e venceu o FC Porto por 2-1, conseguindo assim uma vantagem importante para a segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Apesar do VAR estar no centro da questão – envolvido diretamente nos dois golos alemães -, a verdade é que a formação alemã foi melhor e conseguiu materializar em golos essa mesma superioridade.

A jogar em casa, os alemães entraram bem na partida e nos primeiros minutos deixaram dois avisos: com a bola ao ferro de Havertz e a recarga de Demirbay. Depois da entrada pujante, que não teve reação positiva da equipa portuguesa, o Bayer 04 Leverkusen chegou mesmo à vantagem através de Alario assistido por Bender, com a bola a desviar em Volland. A equipa de Sérgio Conceição tentou reagir, mas o melhor que fez foi um remate colocado de Uribe perto do intervalo. Na segunda parte, era imperial a equipa mudar taticamente, mas as esperanças de remontada caíram por terra logo nos primeiros minutos, com Manafá a cometer um erro grave ao fazer falta sobre Volland dentro da grande área. Chamado a marcar, Havertz dilatou a vantagem. Conceição mudou a equipa, tentou mexer no meio-campo para a equipa ganhar maior criatividade, e surtiu efeito, com Luís Diaz a marcar o golo portista e a relançar a equipa portuguesa na discussão pela eliminatória.

A FIGURA

Fonte: Bayer 04 Leverkusen
Anúncio Publicitário

Volland – O avançado da formação alemã foi uma dor de cabeça para a defensiva portista, com várias jogadas de perigo, em que a rapidez foi a sua melhor arma. O jogador esteve ainda envolvido diretamente nos dois golos da equipa. Primeiramente ao assistir Alario e depois ao sofrer a grande penalidade que originou o segundo golo do Bayer 04 Leverkusen.

 

O FORA DE JOGO

Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Manafá – A inércia do defesa tem sido enfatizada ao longo da época. Continua a ser uma aposta contínua de Sérgio Conceição, mas continua a desagradar os adeptos e, esta noite, esteve novamente em destaque negativamente. Para além de ter sido várias vezes ultrapassado pelo adversário, ainda esteve na origem do segundo golo da formação alemã, ao cometer a grande penalidade no início da segunda parte.

ANÁLISE TÁTICA – BAYER 04 LEVERKUSEN

Como já era de ter em conta, os alemães são realmente muito fortes ofensivamente e conseguiram, diante da equipa portuguesa, confirmar isso. A jogar em 4x2x3x1, o Bayer 04 Leverkusen conseguiu ter mais posse, mais domínio do jogo e pelas alas criou os melhores lances de perigo. Nos pés de Volland tiveram as melhores jogadas da formação alemã, mas foi Alario e Havertz a serem decisivos. Defensivamente – setor em que a equipa apresenta maiores debilidades -, foi uma noite em que a atenção foi redobrada e apenas num lances de bola parada é que os portistas conseguiram derrubar a muralha defensiva da equipa. Na globalidade, é uma equipa que com rapidez consegue fazer estragos.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Hradecky (7)
Lars Bender (7)
Tapsoba (7)
Sven Bender (7)
Sinkgraven (6)
Aránguiz (7)
Demirbay (7)
Alario (8)
Havertz (7)
Amiri (6)
Volland (8)

SUBS UTILIZADOS

Baumgartlinger (6)
Leon Bailey (6)
Paulinho (-)

ANÁLISE TÁTICA – FC PORTO

A equipa portista apresentou-se a jogar em 4x4x2, mas depois de uma primeira parte muito mal jogada, e a perder por dois golos, o treinador Sérgio Conceição alterou tacticamente a equipa e passou a jogar em 4x3x3. Uma táctica que impulsionou a equipa portista para o ataque e virou consideravelmente a partida, com o FC Porto a beneficiar de várias oportunidades de golo. A saída de Manafá e o recuo de Corona deu maior segurança defensiva à equipa que teve em Luís Diaz e Zé Luís os homens fortes do ataque. Depois de uma boa segunda parte, a equipa portista deixou uma boa imagem daquilo que pode fazer no Dragão.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Marchesín (8)
Manafá (4)
Mbemba (8)
Marcano (7)
Alex Telles (6)
Corona (7)
Sérgio Oliveira (7)
Uribe (7)
Luís Diaz (8)
Tiquinho Soares (6)
Marega (7)

SUBS UTILIZADOS
Zé Luís (7)
Nakajima (7)
Danilo Pereira (6)

Foto de Capa: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Comentários