fc porto cabeçalho

Os jogos de pré-época valem o que valem. Claro que quando se tem um certo estatuto convém não andar por aí a sofrer goleadas, mas o mais importante de tudo é mesmo competir e, dessa forma, dar uma ideia ao treinador do que há ainda a fazer. E, neste capítulo, Sérgio Conceição (SC) tem de estar especialmente atento, porque o FC Porto não pode falhar mais.

Fonte: FC Porto
Fonte: FC Porto

E, olhando a isso, é com especial agrado que constato algumas coisas. Desde logo a espera que tem sido feita para contratar jogadores. SC tem trabalhado com o que o clube já tinha e, de certa forma, tem feito o que Leonardo Jardim também havia sido “forçado” a fazer quando chegou ao Sporting, deixando as contratações para depois e caso sejam indispensáveis. Depois há o trabalho de campo propriamente dito, onde, com apenas um jogo de amostra, deu para perceber que os jogadores estão exaustos – o que indicia um trabalho forte no dia-a-dia – e que existe agora ordem para arriscar mais o remate – a falta deles foi precisamente uma das queixas mais ouvida da boca dos portistas nos últimos anos.

Ainda é cedo para tirar quaisquer conclusões definitivas, mas para já fica a ideia que o FC Porto vem para esta época apostado em continuar a optimizar os recursos que tem ao seu dispor de forma a voltar a ser um clube vencedor. Foram recuperados bons hábitos antigos e nota-se o esforço para eliminar outros que têm sido prejudiciais. Se a isto juntarmos a força dos portistas, que têm sido incansáveis no apoio e na defesa do clube (ver o recente “caso D.A.M.A”), então não há como não encarar 2017/2018 com optimismo.

Foto de Capa: FC Porto

Anúncio Publicitário

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários