O FC Porto fez uma fase de grupos da Liga dos Campeões verdadeiramente impressionante. 16 pontos conquistados, cinco vitórias consecutivas, primeiro lugar do grupo alcançado e a demonstração de uma equipa madura, adulta, com verdadeiro estatuto europeu.

Apesar do grupo não ter nenhum adversário de top europeu, ganhar ao campeão turco é sempre complicado, vencer o campeão russo nunca é fácil e jogar contra as competitivas equipas alemãs é sempre uma tarefa dura. Apesar de nenhuma das equipas atravessar um grande momento nos seus campeonatos são sempre equipas competitivas e, os jogos na Liga dos Campeões, têm sempre uma atmosfera, uma intensidade muito própria e a prova disso são os resultados dos outros grupos e as surpresas constantes que aconteceram.

Acredito que, com um pouco de sorte no sorteio (evitar o Liverpool FC era interessante), passar aos quartos-de-final é perfeitamente possível. E depois é acreditar, sonhar e tentar chegar o mais longe possível, sendo que o objetivo já foi alcançado. O sonho comanda a vida!

Casillas atingiu a centésima vitória na Liga dos Campeões
Fonte: FC Porto

Sérgio Conceição é o grande obreiro desta magnífica campanha. E convém relembrar que Aboubakar apenas fez um jogo e que Soares não foi inscrito nesta fase. O treinador portista percebeu desde a época passada as diferenças entre a maioria dos jogos da Liga Portuguesa e os jogos da Liga dos Campeões e as variantes táticas que utiliza são um fator preponderante.

Anúncio Publicitário

Um outro fator importante é a “rotatividade” e os minutos que foram dados a vários jogadores. O plantel tem muita “profundidade”, ao contrário do que muitos especialistas achavam no início da época. E isso é preponderante para manter o grupo unido, porque qualquer jogador sabe que pode ser opção a qualquer momento. Hernâni é um exemplo disso nestas últimas semanas.

Até ao momento os dois objetivos da época foram alcançados: Conquista da Supertaça e apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Juntando a isso o primeiro lugar no Campeonato, podemos dizer que a época tem sido praticamente perfeita.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira