Danilo,

Há uns meses escrevi sobre ti. Num balanço do ano 2017 eu, e toda a secção do FC Porto aqui do “Bola na Rede”, achamos que eras o merecedor do título “Dragão do Ano”. Lembro-me de na altura ter dito que, no nosso meio-campo, eras intocável. Pouco tempo depois vimos-te lesionado e soubemos que teríamos de ter outra solução, que o nosso insubstituível ia ter de ser rendido. E hoje, depois de te vermos voltar aos relvados na segunda-feira, temos más notícias outra vez.

Sofremos a segunda derrota no campeonato, fomos afastados da liderança pela primeira vez esta época, mas não baixamos os braços. Não só não baixamos os braços como continuamos a acreditar e tentamos olhar para o que de positivo se podia tirar desse jogo. E sabes o que tiramos de positivo? Tu! O teu regresso. No meio de tudo o que correu mal, foi bom ter-te de volta ao relvado e contávamos que pudesses ajudar nas seis finais que faltam e que são agora mais importantes do que nunca. Mas não, não é desta que isso vai acontecer.

Ou melhor, não vai acontecer contigo em campo. Porque fora das quatro linhas, estejas onde estiveres, sei que vais estar com o plantel, que vais lutar com eles pelo objectivo que é de todos nós. E sabes, é bom vermos que há união na equipa, percebermos que mais do que companheiros, vocês fazem amigos aí. Quando a notícia rebentou, vimos logo as mensagens de apoio que já estavas a receber dos teus colegas e nada nos pode encher mais de orgulho.

Depois do regresso aos relvados em Belém, Danilo volta a lesionar-se com gravidade
Fonte: FC Porto

Nunca é fácil ultrapassar uma lesão, muito menos quando estavas a acabar de sair de outra, mas se há alguém que confio que pode regressar mais forte, esse alguém és tu. Sei bem que este ano, neste em particular, não é fácil. Vais falhar um compromisso importante da nossa seleção, o Mundial da Rússia, o regresso depois da enorme conquista que tiveram e na qual também estiveste presente. E pode parecer cliché, mas acredito mesmo que vais voltar mais forte, acredito na tua capacidade de superação e acredito que tens muitas alegrias para nos dar.

Se existe destino, ele não está definitivamente a ser simpático contigo. Seja o destino ou outra coisa qualquer. Mas tu tens o espírito de dragão, a garra que tanto ambicionámos que os nossos jogadores tivessem… Tu és FC Porto! E nós estamos contigo. Estamos hoje como sempre estivemos e como sempre vamos estar. E sabemos que tu também vais estar connosco e com os teus colegas. Sei que todos vão dar em campo o máximo que podem, por eles, pela equipa e pelos adeptos mas também, e em especial, por ti. E em Maio, agora mais do que nunca, contamos contigo!

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários