Anterior1 de 6Próximo

O relógio aproxima-se dos noventa. O empate persiste. Alguns adeptos, já sem esperança, começam a abandonar os seus lugares. Tudo parece estar perdido. Mas, estará, realmente? O FC Porto, ao longo dos anos, tem provado que não. Testemunhas? Perguntem ao Costinha, ao Bruno Moraes, ao Kelvin ou ao Rui Pedro. Exemplos (felizmente) não faltam. Na era Conceição, este fator tão “à Porto” acabou por ser fundamental em diversas ocasiões. Recordemos alguns desses jogos.

Anterior1 de 6Próximo

Comentários