A CRÓNICA: FC PORTO TROPEÇA E DEIXA FUGIR RIVAIS NO INÍCIO DA ÉPOCA

No Estádio dos Barreiros, o CS Marítimo recebeu o FC Porto, duelo este a contar para a 3.ª jornada do campeonato. De notar que, o Estádio dos Barreiros, nos últimos anos se tem relevado custoso aos “azuis e brancos”, sendo difícil a conquista dos três pontos neste terreno.

Julio Velázquez não efetuou nenhuma alteração face ao onze inicial que venceu o Belenenses SAD na jornada transata. Já o treinador dos dragões, Sérgio Conceição, fez apenas uma alteração, sendo esta no flanco esquerdo defensivo – saiu Manafá e entrou o defesa central Iván Marcano.

Anúncio Publicitário

Na primeira parte, o FC Porto mostrou-se, como já se expectava, dominante no jogo, porém, o CS Marítimo, através da sua agressividade na pressão, criava dificuldades aos dragões na sua primeira e segunda fase de construção.

A rápida reação à perda da bola, uma característica da equipa portista, possibilitou uma grande oportunidade aos 18 minutos num remate de Taremi e, na recarga, Toni Martínez “pisa a bola” e falha uma grande oportunidade de abrir o marcador.

Com uma intensa pressão dos dragões, aos 35 minutos, Léo Andrade entrega a bola a Bruno Costa que lança o ataque portista que resulta no primeiro golo dos azuis e brancos, por Mehdi Taremi. Os dragões, como se costuma dizer, “relaxaram” e concederam espaço ao CS Marítimo que acabou por chegar ao golo, por intermédio de Xadas, aos 47 minutos.

Na segunda parte, os dragões entraram a todo o gás em busca do golo, contudo o Marítimo fechava todas as portas aos dragões. Os azuis e brancos não conseguiam penetrar a defesa do SC Marítimo e, quando conseguiam, não concretizavam as oportunidades.

Os dragões não conseguiam travar os contra-ataques perigosíssimos da equipa madeirense, sendo que aos 65 minutos o SC Marítimo quase chega ao golo com uma bola ao poste. O FC Porto tentou, mas não criou nenhuma oportunidade clara na segunda parte. Empate que custa caro aos dragões no início do campeonato.

A FIGURA

Luis Díaz – Uma segunda parte apagada, mas uma primeira parte de altíssimo nível. A defesa do CS Marítimo não soube travar as investidas do avançado colombiano no flanco esquerdo. Se manter este nível, pode ser a principal figura dos dragões nesta época.

O FORA DE JOGO
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Meio-campo do FC Porto – Completamente perdidos em campo. Sérgio Conceição tem opções, mas ainda não encontrou a sua dupla perfeita para o meio-campo. Com Sérgio Oliveira fora de forma, Grujic lesionado, Vitinha a não ser opção, ficou claro neste jogo que Bruno Costa e Uribe não podem ser a dupla titular nesta época.

São dois médios com características similares, que são “fracos” na criação de jogo. A criação de jogo é fulcral para a criação de oportunidades claras, o que faltou principalmente na segunda parte.

ANÁLISE TÁTICA – SC MARÍTIMO

Julio Velazquez apostou num sistema composto por três centrais e dois laterais subidos, com o intuito de travar a forte presença do FC Porto no meio-campo adversário. Ao longo do jogo, o SC Marítimo teve certas dificuldades na contenção defensiva, e, principalmente na primeira fase de construção, onde perdeu por diversas vezes a bola face à constante pressão do FC Porto.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Paulo Victor (6)

Cláudio Winck (6)

Jorge Sáenz (6)

Zainadine (7)

Léo (5)

Vitor Costa (6)

Bruno Xadas (7)

Ivan Rossi (6)

Diogo Mendes (6)

Ali Alipour (7)

André Vidigal (6)

SUBS UTILIZADOS

 Matheus Costa (6)

Pedro Pelágio (6)

Clésio Baúque (5)

Fábio China (5)

Rúben Macedo (5) 

ANÁLISE TÁTICA – FC PORTO

Como já é característico, o FC Porto de Sérgio Conceição entrou com um sistema de 4x4x2 em pressão alta com constantes movimentos verticais, explorando por diversas vezes a velocidade de Luiz Díaz e João Mário. Na segunda parte, os dragões privilegiaram o jogo interior, o SC Marítimo cedeu por diversas vezes, mas os azuis e brancos tiveram dificuldades a concretizar as oportunidades de golo que tiveram. 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Diogo Costa (6)

João Mário (6)

Pepe (7)

Mbemba (6)

Iván Marcano (5)

Uribe (6)

Bruno Costa (6)

Otávio (6)

Luis Díaz (8)

Mehdi Taremi (6)

Toni Martínez (6)

SUBS UTILIZADOS

Corona (5)

Pepê (5)

Fábio Vieira (6)

Evanilson (5)

Francisco Conceição (6)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome