Anúncio Publicitário

A história de Mbemba no FC Porto começa de forma atribulada e algo cómica, tendo em conta o momento atual de forma do congolês. Lembremos que chegou à cidade invicta em 2018 proveniente do Newcastle United FC, pela verba de oito milhões de euros. A imagem do jogador no aeroporto Francisco Sá Carneiro, numa cadeira de rodas após sofrer uma contusão com entorse no joelho esquerdo, foi marcante para os adeptos que esperavam vê-lo em ação o quanto antes, devemos recordar que para a posição os dragões apenas contavam com Felipe, o jovem Diogo Leite, Chidozie que nunca foi realmente opção e mais tarde Militão.

Além da lesão, a idade do jogador parece ser uma dúvida, no seu país natal foi registado em 1988, o jogador acredita ter nascido em 1990, no entanto, o Anderlecht afirma que o jogador nasceu em 1994. Independentemente da confusão sobre a idade, o jogador é um defesa de elite em Portugal. É um central muito rápido, agressivo nos duelos e na antecipação, forte fisicamente e com uma grande qualidade no passe para um central, sofre apenas pela altura (1m82) mas a “raça” que impõe nos lances compensa a estatura.

Anúncio Publicitário

Mbemba é a prova que a paciência é um filtro para a vitórias pessoais e conquistas profissionais, teve de esperar, muito tempo, por uma oportunidade no onze inicial, que só aconteceu quando Marcano sofreu uma rotura dos ligamentos cruzado. Durante esse tempo, em que não tinha muita utilização, recuperou da lesão, cumpriu os treinos, esforçou-se, ganhou a confiança do treinador e a própria autoconfiança, algo que estava em carência no seu jogo devido às temporadas menos boas que teria realizado em Inglaterra.

Quando a oportunidade apareceu, agarrou-a com “unhas e dentes” e nunca mais a deixou fugir. Ao lado do seu mentor, Pepe, formam uma dupla implacavelmente temida pelos adversários. É certo que esta dupla de centrais se completa e são uma das melhores que atuam na Primeira Liga, neste momento as cores do FC Porto estão seguras e muito bem representadas.

Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Chancel Mbemba que viera para os dragões para ser um jogador quase de rotação, mostrou e continua a mostrar a qualidade que lhe era reconhecida antes de ir para o país da Rainha Isabel, faz parte agora do núcleo duro de jogadores que Sérgio Conceição não arrisca em tirar do onze inicial, o que demonstra, perfeitamente, a importância que representa para o esquema tático. De quarto central a titular indiscutível, temos aqui a prova viva que o trabalho árduo compensa aqueles que o fazem por merecer.

Arrisco-me ainda a dizer que, teremos o central a atuar durante muitos anos com as cores azuis e brancas ao peito.

Anúncio Publicitário

1 COMENTÁRIO

  1. Através de uma pesquisa rápida na internet, no dia 12 AUG 2015 o conceituado jornal inglês Mirror deu a informação que foram efectuados testes aos ossos do jogador e que o caso JÁ ESTÁ RESOLVIDO e PROVADO que o jogador tem 23 anos e que nasceu no dia 8 de Agosto de 1994 e não em 1988 nem 1991.

    Parece que só aqui há dúvidas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome