fc porto cabeçalhoQuem seguir atentamente a realidade da formação do FC Porto, conhece perfeitamente Diogo Queirós.

Por muitos considerado o próximo Ricardo Carvalho, certo é que a sua qualidade não passará despercebida a ninguém, tendo a sua calma e classe aliadas à qualidade como defesa central e líder dentro de campo. Rápido, com uma excelente capacidade de antecipação e também a saber sair com bola, típico dos centrais modernos que são a primeira fase de construção das grandes equipas (vejamos Hummels, Sergio Ramos, Piqué, Bonucci…).

Fonte: FC Porto
Fonte: FC Porto

Campeão nacional de Juniores A na época 2015/2016 pelos dragões e vencedor do europeu sub-17 realizado no Azerbaijão , sendo titularíssimo na equipa portista e também titular nos escalões jovens das seleções nacionais, envergando a braçadeira de capitão.

Neste europeu foi titular nas duas vitórias nacionais na fase de grupos do europeu da categoria, a decorrer na Geórgia. Exibições muito positivas, a demonstrar as qualidades acima mencionadas e com a capacidade de liderança a destacar-se em cada lance.
Renovou contrato, em Outubro do ano passado, com os dragões estando ligado ao emblema azul e branco até 2021, podendo ver, assim, a esperança e confiança depositadas no jovem defesa portista.

 Foto de Capa: UEFA

Anúncio Publicitário

Artigo revisto por: Pedro Couto

Artigo anteriorLacazette, um jogador à Wenger
Próximo artigoEu só quero saber do Benfica
Eterno apaixonado por futebol, tem no Porto a sua eterna paixão. A atualidade desportiva faz parte da sua génese, lendo desde muito novo os jornais desportivos cuja leitura o avô lhe incutia. Vê jogos de futebol com o seu pai desde os três meses de idade (de pequenino é que se torce o pepino). Joga futebol e futsal com os amigos sempre que pode. Tem também pelo ciclismo um apreço especial. Fora de Portugal é adepto incondicional do Tottenham Hotspur e do Real Madrid.                                                                                                                                                 O Telmo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.