fc porto cabeçalho

O mercado de transferências em Portugal já abriu. No entanto, o FC Porto parece não ter recebido essa notificação, ou pelo menos deve pensar que o mercado é uma via com sentido único, neste caso a de apenas vender. É certo que, devido ao incumprimento das regras de fair play financeiro e consequente castigo da UEFA, os azuis e brancos são obrigados a vender. O próprio Fernando Gomes, administrador da SAD do FC Porto, já declarou anteriormente que é evidente que o FC Porto tem de vender jogadores para evitar novos incumprimentos no futuro.

No entanto, esta postura adotada pelo FC Porto não parece nada a de uma equipa que já não ganha qualquer título há 4 anos. É nesta altura que os adeptos anseiam por novidades para a nova época e acompanham ao minuto na esperança de chegarem novas caras que vistam e que honrem o emblema e as cores do clube.

Mas não é isso que acontece. O mercado avança e são mais as notícias de possíveis saídas do que de reforços para o dragão. Para já, as saídas oficializadas do dragão são as de André Silva, Depoitre e Diogo Jota o que denuncia uma necessidade gritante pela contração de um avançado para que seja companheiro ou concorrente de Tiquinho Soares. Para além disso, o FC Porto também abdicou de alguma das suas promessas com a saída de Francisco Ramos, Chidozie, Tomás Podstawski e mais recentemente Ruben Neves, ficando desta forma sem alternativas para o presente e para o futuro.

Fonte : Facebook oficial de Sérgio Conceição
Fonte : Facebook oficial de Sérgio Conceição

A nível de contratações só podemos falar mesmo de Sérgio Conceição. Algo parecido com isso, só mesmo a tentativa de renovação e de permanência de alguns dos jogadores do núcleo mais duro do FC Porto atual, tais como Casillas, Danilo, Brahimi e Corona ou ainda a possibilidade de retorno de alguns jogadores emprestados, onde Ricardo Pereira encabeça essa lista. No entanto, apesar de serem medidas importantes não é suficiente. Não chega ter “um treinador à Porto “ se nem sequer há jogadores a chegar ao FC Porto.

Anúncio Publicitário

Por sua vez, para os lados dos nossos rivais lisboetas, o mercado está mais mexido e interessante. O SL Benfica, apesar de ter perdido peças importantes como Ederson e Lindelof, reforçou-se com Bruno Varela e André Moreira para substituir o guardião brasileiro e ainda chegaram à Luz alguns jogadores de qualidade estrangeiros como Krovinovic, Chrien e Seferovic. Os encarnados apostam assim numa estratégia de continuidade e estabilidade para a nova época. Enquanto isso o Sporting é o que mais investe e já assegurou alguns nomes sonantes como Fábio Coentrão, Doumbia, Bruno Fernandes e Mathieu. Mesmo que as contratações acabem por não se refletir no aparente ataque ao título, pelo menos os adeptos estão entusiasmados nesta fase e mais nomes vão surgindo diariamente na agenda dos leões

Para os lados do dragão está tudo muito calmo. Não há sinais de crise aparente. Perante uma época anterior tão má, parece que vamos atacar esta nova com um plantel semelhante ao anterior, ou seja se está mau não mexe, não faz sentido. Se é este o cenário que se avizinha, então Sérgio Conceição terá um trabalho hercúleo pela frente, onde terá de fazer mais com menos do que os anteriores técnicos azuis e brancos e assim sendo a sua qualidade como treinador terá que se sobrepor a todas estas lacunas apresentadas.

O dragão parece estar num sono profundo. Será que irá acordar a tempo para ainda se mexer no mercado? Será que isto é apenas uma sesta e o melhor ainda está para vir? Aguardaremos novos capítulos neste mercado de transferências ainda longe de terminar.

Foto de Capa: FC Porto