Anúncio Publicitário

fc porto cabeçalho

A sua inclusão no plantel veio recheada de receios, ressentimentos e dúvidas. Certo é que, por esta altura, ressentimentos e dúvidas já escasseiam, fruto de fantásticas exibições que tem vindo a apresentar, sendo a última o cúmulo da sua qualidade. Vincent Aboubakar sempre teve qualidade, mas os seus críticos diziam que lhe faltava aquele instinto matador, aquela capacidade de oferecer o que é preciso a uma equipa que na maior parte do jogo domina o adversário. Essas dúvidas e critícas foram aniquiladas pelo jogo contra o Moreirense. Foram três golos de matador, cinco remates à baliza, dois passes para finalização, três recuperações de posse e muito mais.

Aboubakar é neste momento um ponta de lança quase completo e pronto para a forma de jogar de um grande. O africano já apresenta muito mais do que a capacidade de explosão, a boa técnica e o remate portentoso de há 2 épocas. Maturou em Istambul e agora prepara-se para explodir no Dragão. O primeiro golo é fenomenal, o segundo é puro instinto e o terceiro tem o ADN do ponta de lança africano em estado puro. Os três juntos espelham a evolução do camaronês. Só resta o receio da renovação.

Anúncio Publicitário
Em três jogos oficiais, o camaronês marcou por quatro vezes Fonte: FC Porto
Em três jogos oficiais, o camaronês marcou por quatro vezes
Fonte: FC Porto

Recorde aqui os golos do camaronês frente ao Moreirense:

 

artigo revisto por: Ana Ferreira

Anúncio Publicitário