serefalaraporto

Com a vitória frente ao Lille, o FC Porto garantiu a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões! Esta conquista permitiu ao conjunto portista tornar-se num dos clubes recordistas no que ao número de presenças na prova diz respeito – agora 19 – juntando-se a Real Madrid, Barcelona e Manchester United. Cumpriu-se assim um objectivo de toda a nação portista e, naturalmente, de Lopetegui, vincando o desejo de conseguir em 2 jogos o que não foi alcançado na época transacta de forma directa – a 19ª presença!

No que concerne ao sorteio da Liga dos Campeões, o FC Porto acabou por ser feliz, tendo-lhe calhado em sorte o Shakhtar Donetsk, do pote 2, o Atlhetic de Bilbao, do pote 3 e o Bate Borisov, do pote 4.

Após a desastrosa época passada, o Porto iniciou a nova época a vencer em todas as frentes, e a entrada na fase de grupos da Liga dos Campeões é apenas uma das primeiras conquistas que poderão surgir! Enquanto cabeça de cartaz e depois do vasto investimento feito no plantel, o FC Porto torna-se assim o favorito para assumir a liderança do grupo H!

shkahtar
Equipa do Shakhtar Donetsk
Fonte: altavoz.pe

Assim, fazendo uma breve análise aos adversários dos portistas, o primeiro encontro será com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Sumariamente, esta equipa não é desconhecida para o clube português – FC Porto e Shakhtar já se defrontaram por 4 vezes para as competições europeias, nos últimos anos, logrando o Dragão 3 vitórias, 1 empate e zero derrotas. Ainda que os resultados sejam animadores, os ucranianos são uma equipa que não deve ser menosprezada, sendo o seu ponto forte os jogos em casa devido ao grande apoio dos seus adeptos. Porém, tal adversidade será, este ano, atenuada, em face do conflito existente actualmente entre a Ucrânia e a Rússia, e que levará a que as equipas ucranianas tenham de atuar fora do seu país nas competições europeias. Relativamente ao seu plantel, sobressai o facto de 12 dos seus jogadores serem de nacionalidade brasileira, sendo as suas principais estrelas Ismaily – um velho conhecido dos portugueses (jogou no Olhanense e Braga) –, Srna – um croata com uma larga experiência internacional – e a tal franja de brasileiros, composta por Douglas Costa, Alex Teixeira, Taison, Bernard e Luís Adriano. Para além destes, o clube da cidade de Donetsk conta ainda com a presença do central Rakitskiy, do guarda-redes Pyatov e do médio Stepanenko, todos eles presenças assíduas na seleção Ucraniana. Para encerrar o capítulo dedicado ao Shakhtar, resta acrescentar que o Porto beneficia ainda da vantagem deste encontro, no leste da Europa, estar agendado para o inicio do Outono (30 de Setembro), evitando assim aquele que poderia ser um grande obstáculo – as baixas temperaturas. O Shakhtar, por sua vez, deslocar-se-á a terras lusitanas um mês depois, devendo ser este duplo confronto com os ucranianos crucial para a qualificação do FC Porto.

atlll
Equipa do Athletic de Bilbao
Fonte: weltfussball.de
Anúncio Publicitário

O adversário de maior grau de dificuldade para o FC Porto será, talvez, o Athletic de Bilbao. Lopetegui irá regressar à sua terra natal e terá que trazer consigo mais do que recordações para que o clube saia vitorioso deste encontro. À semelhança do que acontece com o Shakhtar, o Bilbao é também um clube muito forte a jogar em casa. No que diz respeito ao ‘score’ de encontros com equipas espanholas, o Porto parte em desvantagem, com um total de 25 derrotas, 6 empates e 14 vitórias. O histórico de jogos diante do Athletic limita-se a uma eliminatória, tendo o conjunto basco sido o primeiro adversário da história do FC Porto na Liga dos Campeões. Este clube conta ainda com a particularidade de 96% dos elementos do seu plantel serem naturais do País Basco (política estabelecida pelo clube), destacando-se, na defesa, Iraloa, San José, Laporte, Aurtenetxe; no meio campo, Marcos, Iturraspe, Etxebarria; e no ataque, Ibai Gomez, Aduriz e o “bola de ouro” da equipa, o jovem Muniain. O FC Porto recebe o Athletic de Bilbao a 21 de Outubro e, duas semanas depois, desloca-se ao San Mamés – estes jogos, situados na 3ª e 4ª jornadas, poderão, eventualmente, começar a definir os lugares de qualificação.

bate
Equipa do BATE Borisov
Fonte: planotatico.com

Os últimos são os primeiros! O BATE Borisov foi a última equipa ‘a cair’ no grupo H e, no entanto, será o adversário do jogo de estreia do FC Porto na Liga milionária. Atual e único campeão nacional neste grupo, é desconhecido para a maioria dos clubes europeus e é também a primeira vez que defronta o FC Porto. Portanto, será a imprevisibilidade o seu fator-chave, dado que é pouco conhecido técnica e taticamente. Poderá ou não ser uma surpresa na Liga dos Campeões – e, por isso, tal como em relação a outros conjuntos, sempre se especulará em torno do seu rendimento. Sabe-se, porém, que a ida à Bielorrússia está marcada para 25 de novembro e que, desta vez, o Porto só por milagre evitará as baixas temperaturas.

 

Por último, e tudo somado, o FC Porto tem grandes possibilidades de se qualificar em primeiro lugar no grupo H, sobrando para Shakhtar Donetsk e Athletic de Bilbao a disputa do outro lugar de qualificação para os oitavos de final da maior prova de futebol da Europa. Nos jogos no Dragão, o FC Porto deverá mostrar o seu favoritismo; nos jogos fora, talvez o confronto mais complicado seja aquele em Bilbao. Porém, na Liga dos Campeões, não existem jogos fáceis, e, portanto, o FC Porto terá de dar o seu melhor para passar à fase seguinte. Esperemos que os Dragões consigam uma boa prestação, ao nível dos maiores feitos do clube, e que consigam elevar mais uma vez o nome do futebol português.

Comentários