FC Porto e Portimonense dão o pontapé de saída na jornada 12 do campeonato, depois de uma vitória no último suspiro dos azuis e brancos na deslocação ao Bessa. A luta pelo bicampeonato segue no Dragão, num jogo marcado desde logo pela ausência de Jackson Martínez na formação do Algarve.

“Jogar contra o FC Porto, no Dragão, não é fácil”. Foi desta forma que Folha anteviu a deslocação dos algarvios até à Invicta e o certo é que o histórico aponta para muitas dificuldades do Portimonense no terreno dos dragões. Em 18 jogos em casa, a contar para todas as competições, o FC Porto venceu a totalidade deles e com uma esmagadora diferença no que aos golos diz respeito: 64 marcados contra apenas 8 sofridos.

Nas vésperas do último jogo a contar para a fase de grupos da Liga dos Campeões, um encontro que servirá meramente para cumprir calendário uma vez que o primeiro lugar do grupo já está assegurado, Sérgio Conceição deverá apresentar esta sexta-feira a equipa na máxima força, não variando muito do onze titular que vem sendo hábito. Em relação ao jogo com o Boavista, a dúvida será mesmo perceber se se mantém a aposta de Corona para a lateral direita, dando espaço a Otávio para a titularidade e apostando no 4-3-3 com Marega na frente, ou se Soares e Maxi vão regressar aos lugares que têm ocupado em grande parte dos jogos.

Vitória no Bessa, nos últimos minutos, valeu dose extra de motivação
Fonte: FC Porto

Numa série de dez encontros consecutivos a vencer, que veio na sequência da derrota na deslocação à Luz, este é um FC Porto motivado pela conquista do bicampeonato mas, mesmo com todas as estatísticas favoráveis, o Portimonense terá sempre uma palavra a dizer. Na memória de todos os adeptos, e também da equipa e equipa técnica, estará por certo o encontro entre os dois emblemas na época passada, a contar para a Taça de Portugal. Um Portimonense conduzido por Vítor Oliveira esteve perto de afastar os dragões na quarta eliminatória, ao estar a vencer por 1-2 aos 90 minutos. Valeram os golos de Aboubakar e Brahimi, aos 90+1 e 90+5, para embalar a equipa para os oitavos.

A formação algarvia que se vai apresentar no Porto não vai poder contar com os serviços do avançado colombiano Jackson Martínez, um ex-FC Porto acarinhado pela massa adepta que não vai pisar o relvado do Dragão enquanto adversário, e terá provavelmente um dos últimos jogos com Nakajima. As notícias da imprensa desportiva dão como praticamente certa a transferência do japonês para o Wolverhampton, com valores a rondar os 20 milhões, pelo que o jogo com o FC Porto será dos últimos pelo Portimonense.

Este FC Porto – Portimonense está agendado para esta sexta-feira, com início marcado para as 20h30 no Estádio do Dragão.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários